Ronaldo nega retrocesso com ida à Juventus e mira levá-la ao 'nível mais alto'

"A Juventus me deu uma excelente oportunidade", disse o gajo na entrevista de apresentação

16/07/2018 - 14:54 - Atualizado em 16/07/2018 - 15:06

Apresentação de CR7 em Turim (Foto: Reprodução/Instagram)

Recém-contratado pela Juventus, Cristiano Ronaldo foi oficialmente apresentado nesta segunda-feira como reforço do clube italiano, com o qual assinou acordo de quatro temporadas. A assinatura vem após nove anos defendendo o Real Madrid com enorme destaque.

Adquirido em uma transferência de 100 milhões de euros (cerca de R$ 450 milhões), além de custos adicionais de 12 milhões de euros (aproximadamente R$ 54 milhões) com encargos financeiros, o astro português negou que esteja dando um "passo atrás" em sua carreira ao deixar o atual tricampeão europeu para vestir a camisa da equipe italiana.

Aos 33 anos de idade, o atacante reforçou o fato de que aceitou a proposta do clube de Turim para poder encarar um novo desafio de sua carreira, sendo o principal deles ajudar a equipe de forma decisiva a ser campeã da Europa nas próximas temporadas.

"A Juventus me deu uma excelente oportunidade. Me sinto grato por valorizarem meu futebol, minha pessoa. Nunca direi que foi um passo atrás, sempre à frente. Não é por acaso que a Juventus ganhou os últimos sete campeonatos (nacionais). É um passo à frente na minha carreira. Espero dar a resposta dentro de campo, fazer meu melhor. Conquistar coisas juntos. Eu ter um patamar maior e também ajudar a Juventus a ter um patamar maior", ressaltou Cristiano Ronaldo, em entrevista coletiva dada ao lado do presidente do clube italiano, Andrea Agnelli, e na qual foi apresentado com acamisa 7.

Camisa de Cristiano na Juve era de Cuadrado (Foto: Reprodução/Instagram)

Com inúmeros recordes alcançados pelo Real Madrid, o atacante também negou que tenha sido complicado aceitar a proposta da Juventus, apesar do fato de que se tornou um ídolo histórico do clube espanhol e sido um carrasco do time italiano em várias ocasiões, como por exemplo nas quartas de final da última Liga dos Campeões, na qual chegou a marcar um antológico gol de bicicleta que rendeu aplausos até dos torcedores da equipe italiana.

"Foi fácil. Foi uma decisão fácil. Vendo o poder que tem a Juventus. Um dos melhores times do mundo. Foi uma decisão que já vem há muito tempo. Como dizia a companheiros próximos. Já há algum tempo atrás, desde que era criança. Foi uma decisão fácil pela dimensão que tem um clube. Foi um passo importante na minha carreira. Primeiro clube italiano, um clube habituado a ganhar, com grandes jogadores. Foi uma decisão fácil", assegurou Cristiano Ronaldo.

O astro português ainda lembrou que a Juventus esteve perto de ser campeã europeia por duas vezes nos últimos anos, com participações em finais nos anos de 2015 e 2017, mas evitou prometer que conquistará este cobiçado título, que o clube de Turim não ganha desde 1996.

"Sei que a Liga dos Campeões é um troféu que todas as equipes querem ganhar. Como disse meu presidente (Andrea Agnelli), não é uma opção, mas uma das prioridades do clube. Vamos lutar por todos os troféus e ver o que acontecerá. Temos que estar tranquilos, jogar nosso futebol. A Champions é uma competição muito difícil para ganhar. Espero ajudar. A Juve esteve em duas finais, não ganhou porque finais são incógnitas. Deve-se deixar as coisas fluir de uma maneira natural e ver o que a sorte nos dará", projetou.

EU ESTOU AQUI. @cristiano is here. #CR7JUVE

Uma publicação compartilhada por Juventus Football Club (@juventus) em

Ao mesmo tempo, porém, o atacante exibiu confiança ao lembrar do histórico vitorioso de sua carreira, na qual já começou a brilhar bem jovem com a camisa do Manchester United, pelo qual foi campeão europeu em 2008, um ano antes de ser contratado pelo Real Madrid. No clube espanhol, ele foi protagonista de quatro títulos europeus, nas temporadas 2013/2014, 2015/2016, 2016/2017 e 2017/2018, e conquistou várias outras taças.

"Como disse antes, tive uma história brilhante no Real Madrid. Um clube que me ajudou, mas esta é uma nova etapa da minha vida. Agradeço a todos os torcedores, mas vou me dedicar a essa nova etapa. Estou muito feliz, muito motivado, não vejo a hora de começar a jogar. Quero demonstrar aos italianos que sou um jogador de alto nível. Vou me preparar bastante. Acho que não preciso mostrar nada para ninguém. Sou ambicioso e gosto de novos desafios, não de ficar na zona de conforto. Depois do que fiz pelo United e pelo Real, quero deixar uma marca na história da Juventus. Nunca fico satisfeito, espero que tudo saia da melhor maneira. E ter um pouco de sorte, que ajuda, mas é preciso correr atrás dela também", destacou.

Veja Mais