Real Madrid atropela a Roma por 3 a 0 e inicia bem a luta pelo tetracampeonato

Isco, Gareth Bale e Mariano Díaz marcaram os gols da vitoria merengue, na Espanha

19/09/2018 - 18:51 - Atualizado em 19/09/2018 - 18:56

Isco marcou o primeiro gol do Madrid contra a Roma (Foto: Oscar del Pozo/AFP)

Órfão de Cristiano Ronaldo e Zidane, que deixaram o clube após o final da temporada passada, o Real Madrid não deixou a sua torcida ficar com saudade do astro português e do técnico francês em sua estreia na Liga dos Campeões. Atuando no estádio Santiago Bernabéu, o time espanhol atropelou a Roma com uma vitória por 3 a 0, nesta quarta-feira, e abriu bem a sua campanha em busca de um histórico tetracampeonato europeu.

Com gols de Isco, Gareth Bale e Mariano Díaz, o Real mostrou que segue fortíssimo e como grande candidato a conquistar a competição pelo quarto ano consecutivo e também para erguer a sua 14ª taça do principal interclubes do Velho Continente. Agora comandado por Julen Lopetegui, a equipe madrilenha exibiu grande volume de jogo desde o início e sufocou a Roma. Já aos 3 minutos assustou o goleiro Olsen em uma finalização de Bale e depois aos 8 em uma cabeçada de Sergio Ramos ao completar um escanteio cobrado por Kroos.

Com dificuldades para penetrar na defesa italiana, o Real também foi perigoso em finalizações de fora da área de Marcelo, Kroos e Bale e era dono do jogo. Aos 40 minutos desta primeira etapa, já ostentava 63% de posse de bola.

Entretanto, foi quando a bola esteve parada que o time conseguiu abrir o placar. Em cobrança de falta da meia-lua, Isco bateu colocado com categoria no canto direito de Olsen, que estava mais próximo de sua trave esquerda e só ficou olhando a bola entrar em sua meta, aos 44 minutos. Assim, o Real foi para o intervalo em vantagem.

Na volta para o segundo tempo, a Roma se viu obrigada a ir ao ataque e obrigou Keylor Navas a praticar ótima defesa em boa finalização de Ünder, aos 3 minutos, mas pouco conseguia criar jogadas ofensivas e continuava sendo dominada pelo Real. E o time espanhol quase ampliou em seguida, aos 5, quando Bale recebeu passe da esquerda de Marcelo na grande área, chutou forte e acertou o travessão.

Porém, aos 12 minutos, o astro galês não perdoou. Em um rápido contra-ataque, o atacante foi acionado pelo lado esquerdo, ganhou na corrida de um defensor, invadiu a grande área e finalizou cruzado, sem chances de defesa para Olsen, para fazer 2 a 0.

Com a vantagem ampliada, Lopetegui resolveu dar mais fôlego e presença territorial ao seu meio-campo sacando o atacante Benzema e colocando Asensio. Do outro lado, Eusebio Di Francesco mandou a campo os atacantes Perroti e Schick para aumentar o poder de fogo da Roma, mas apenas Kolarov e Dzeko deram maior trabalho a Navas em duas raras investidas ofensivas dos visitantes.

Com o jogo controlado, Lopetegui também promoveu a reestreia de Mariano Díaz, que estava no Lyon e herdou a camisa 7 que era de Cristiano Ronaldo. Com passagem anterior pelo Real, o atacante substituiu Bale no ataque aos 27 minutos e soube aproveitar bem o pouco tempo que teve para mostrar serviço. Aos 45, ele recebeu uma bola pela esquerda, cortou a marcação para o meio e acertou lindo chute no canto esquerdo alto de Olsen. Antes disso, aos 33, Asensio quase também marcou um golaço ao receber passe dentro da área, aplicar um lindo drible com um giro de corpo e parar em uma defesa de Olsen, cara a cara com o goleiro.

No outro jogo que abriu o Grupo G da Liga dos Campeões nesta quarta-feira, Viktoria Plzen e CSKA Moscou empataram por 2 a 2, na República Checa. Michael Krmencik chegou a abrir 2 a 0 para o time da casa com dois gols no primeiro tempo, mas a equipe russa foi buscar o empate com Fedor Chalov e Nikola Vlasic balançando as redes na etapa final. A segunda rodada desta chave será no dia 2 de outubro, com o CSKA atuando em casa contra o Real e a Roma enfrentando a equipe checa na capital italiana.

Veja Mais