Firmino marca nos acréscimos e Liverpool vence PSG por 3 a 2

Reds abriram 2 a 0, sofreu o empate e no final, graças a Firmino, conseguiu os 3 pontos

18/09/2018 - 18:10 - Atualizado em 18/09/2018 - 18:16

Brasileiro começou no banco e foi o responsável pela vitória dos ingleses (Foto: Getty Images/Julian Finney)

O Liverpool recebeu o Paris Saint-Germain nesta terça-feira, no Anfield Road, foi amplamente superior, mas só garantiu a vitória nos acréscimos. Com atuação apagada de Neymar, foi a estrela de Roberto Firmino que brilhou. O atacante entrou na reta final da partida e marcou o gol que selou o triunfo por 3 a 2 dos ingleses, na estreia do Grupo C da Liga dos Campeões, em uma partida movimentada e cheia de alternativas

Se este era o primeiro grande desafio de Neymar após a Copa do Mundo, o astro brasileiro decepcionou e pouco apareceu em campo ao longo do confronto. Por outro lado, Firmino precisou de apenas 18 minutos em ação para resolver com lindo gol nos acréscimos, após ter a presença em campo ameaçada por uma dedada no olho recebida durante a rodada do fim de semana do Campeonato Inglês.

O Liverpool mostrou seu tradicional ímpeto ofensivo desde o início nesta terça e levou perigo pela primeira vez aos cinco minutos, em chute de Van Dijk. Aos poucos, o PSG diminuiu a pressão e equilibrou o jogo. Mas quando parecia mais estabelecido em campo, levou o primeiro. Novamente pela direita, Alexander-Arnold cruzou, a bola passou por todo mundo e sobrou com Robertson, que a recolocou na área. Sturridge aproveitou cochilo de Thiago Silva e finalizou de cabeça.

Sturridge foi o autor do primeiro gol (Foto: Getty Images)

O PSG respondeu aos 33 em jogada ensaiada na cobrança de escanteio de Neymar, que Mbappé jogou por cima, mas, no minuto seguinte, foi o Liverpool que ampliou. Wijnaldum recebeu na área, cortou para a direita e foi calçado por Bernat. Pênalti, que Milner cobrou firme no canto esquerdo, sem chances para Areola.

Totalmente dominado, o PSG diminuiu no primeiro tempo em lance fortuito. Aos 39, Di María cruzou e Cavani, impedido, tentou de bicicleta. A bola rebateu na zaga e sobrou para Meunier, que finalizou de canhota para a rede.

A expectativa era de que os franceses colocassem fogo na partida no segundo tempo, o que não aconteceu. Pelo contrário, foi o Liverpool que manteve-se no campo de ataque. Aos 12, chegou a ampliar o placar com Salah, mas o árbitro, alertado pelo auxiliar da linha de fundo, marcou falta de Sturridge na dividida com Areola.

O time visitante simplesmente não encontrava resposta para a marcação por pressão do adversário e seguiu inofensivo, assistindo aos ataques do Liverpool. Aos 15, Sturridge teve nova chance de cabeça, mas jogou em cima de Areola. Onze minutos mais tarde, Salah recebeu de Van Dijk e finalizou rente à trave.

E quando a partida parecia totalmente controlada, Neymar gerou o gol de empate em sua única boa jogada. Salah errou feio na saída de bola, o brasileiro ficou com a sobra e arrancou antes de tocar para Mbappé, que fuzilou para a rede.

Desta vez, era a igualdade que parecia selada, quando novamente um brasileiro surgiu para resolver. Firmino, que havia saído do banco há pouco tempo, balançou para cima de Marquinhos, cortou o zagueiro e bateu cruzado para a rede, já nos acréscimos. Agora sim, o resultado estava garantido.

Veja Mais