Com novidades, Seleção Brasileira encara a Arábia Saudita

Fabinho, Pablo e Alex Sandro não estavam na delegação do ciclo passado

12/10/2018 - 06:00 - Atualizado em 12/10/2018 - 06:00

Apesar das mudanças, Neymar está entre os titulares do amistoso (Foto: Pedro Martins/Mowa Press)

A Seleção Brasileira volta a campo nesta sexta-feira (12), às 14h45, para disputar um amistoso contra a Arábia Saudita. A partida, que será a terceira desse novo ciclo de Tite na seleção, acontecerá em Riade, capital do adversário no jogo, e terá caras novas no time titular.

Na entrevista coletiva desta quinta-feira (11), Tite e o auxiliar Cleber Xavier trataram a Arábia com respeito e disseram que é uma seleção que exige atenção.

"Traz níveis de exigência, a Arábia Saudita é uma equipe móvel, de qualidade de passe, não é uma equipe estática, pragmática e isso gera um grau de dificuldade maior. Ela rompe linhas, ataca espaço, não é uma equipe pesada. É uma característica diferente, à qual teremos de nos adaptar. Ela me dá oportunidades de conhecer atletas diferentes, com estruturas táticas às vezes diferentes", disse o treinador.

Cléber foi além em sua análise: "A Arábia tem treinador com grande trabalho no Chile, agora um trabalho novo, equipe joga no 4-1-4-1 bem definido, tem transições rápidas, joga futebol, procura ter jogo apoiado e apostar na qualidade dos atletas. Principalmente jogadores de meio e de frente. Primeiro volante tem jogo qualificado, é uma equipe que fez amistosos interessantes contra a Itália, contra a Alemanha. E também na Copa uma situação equilibrada. Temos o maior respeito pela equipe da Arábia, o treinamento foi em cima da estratégia do adversário para podermos produzir e vencer".

Durante o pouco tempo de preparação que Tite teve para montar a equipe, o treinador decidiu trazer uma formação um pouco diferente para o amistoso. Serão escalados: Ederson, Fabinho, Marquinhos, Pablo e Alex Sandro; Casemiro; Fred, Renato Augusto, Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.

Ficam responsáveis pela arbitragem Danny Makkelie, auxiliado por Mario Diks e Hessel Steegstra. Jochem Kamphuis ficará no comando do árbitro de vídeo (VAR).

Veja Mais