CBF manobra para que Rogério Caboclo seja sucessor de del Nero

Movimento da entidade e o nome escolhido desagradam a grandes clubes

08/03/2018 - 00:21 - Atualizado em 08/03/2018 - 00:31

Rogério Caboclo é diretor-executivo de gestão da CBF
(Foto: Divulgação)

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) articula com presidentes de federações estaduais a candidatura de Rogério Caboclo para suceder Marco Polo Del Nero como presidente da entidade máxima do futebol brasileiro. Nesta quinta-feira (8), está previsto um encontro com os chefes das federações para garantir apoio a Caboclo.

Marco Polo del Nero está afastado desde o dia 15 de março pela Fifa, que opera uma investigação contra o dirigente sobre suspeita de corrupção. A pena provisória, que pode ser ampliada até 30 de abril, pode culminar no banimento do dirigente do futebol, a depender da conclusão do Comitê de Ética da Fifa. Assim, Del Nero trabalha na construção de seu sucessor e nos últimos dias o nome de Caboclo ganhou força. 

A forma como a CBF conduz o processo e o nome de Caboclo desagradam a grandes clubes, mas ainda não houve manifestação pública contrária ao movimento. Ainda é possível que esses clubes, aliados a federações que são contrárias à indicação de Del Nero, trabalhem na construção de uma oposição.

As eleições na CBF podem ser marcadas para qualquer momento entre abril de 2018 e abril de 2019. A convocação tem que partir do presidente interino da Antonio Carlos Nunes, que ocupa o cargo na ausência de Del Nero. O dirigente voltará ao cargo caso a investigação da Fifa seja arquivada.

Veja Mais