São Paulo reage e arranca empate por 2 a 2 com a Chapecoense

Em duelo disputado no Pacaembu, Tricolor chegou a estar perdendo por 2 a 0

09/11/2017 - 22:16 - Atualizado em 09/11/2017 - 23:20

Depois de fazer dois gols de vantagem, a Chapecoense cedeu o empate por 2 a 2 ao São Paulo, na noite desta quinta-feira (9), no estádio do Pacaembu, na capital paulista, pela 33ª. rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time tricolor iguala a sua maior sequência invicta - são quatro jogos sem perder, sendo três vitórias e um empate.

O empate por 2 a 2 acabou sendo comemorado como uma vitória pelos são-paulinos, que viram o time do técnico Dorival Junior precisar correr para não sofrer a primeira derrota no gramado do estádio municipal neste ano.

Arboleda marcou quase no fim e evitou o fim da série invicta do tricolor paulista (Foto: Rubens Chiri/Div.saopaulofc.net)

Os dois gols dos visitantes tiveram participação de Reinaldo, que atua no time de Santa Catarina emprestado pela equipe tricolor. O lateral-esquerdo deu assistência para Wellington Paulista no primeiro e fez o dele em cobrança de pênalti. O centroavante Gilberto e o zagueiro equatoriano Arboleda marcaram para os mandantes.

O jogo

Os visitantes apostaram nos contra-ataques no início do jogo e deram espaço ao São Paulo, que desperdiçou boas chances de abrir o placar. Em falha do goleiro Jandrei na saída de bola, Petros teve a chance de abrir o placar logo aos cinco minutos. Pouco depois, Hernanes cobrou falta e achou Marcos Guilherme sem marcação, mas o atacante furou.

O São Paulo errava passes e não achava espaço na intermediária para avançar em campo, ficando na marcação dos catarinenses. Aos 25 minutos, o ex-são-paulino Reinaldo achou Wellington Paulista livre na pequena área para abrir o placar no estádio do Pacaembu.

O gol fez a Chapecoense se fechar ainda mais até o fim do primeiro tempo e o São Paulo não conseguia trabalhar a bola sobretudo pela direita. Araruna foi o principal alvo da torcida. Improvisado, o jogador substituiu Militão, lesionado, pela segunda partida seguida. No intervalo, foi substituído por Lucas Fernandes e Petros foi para a lateral.

Os mandantes voltaram tentando pressionar a Chapecoense, mas foram os catarinenses que aproveitaram a primeira oportunidade. Em contra-ataque, Apodi invadiu a área tricolor e foi derrubado por Marcos Guilherme. Aos 14 minutos, Reinaldo cobrou e ampliou para os visitantes.

Após as substituições, o São Paulo conseguiu trabalhar melhor a bola no meio de campo e teve mais sucesso nas jogadas de infiltração. Aos 26 minutos, em falha de Jandrei após cruzamento de Lucas Pratto, Gilberto aproveitou e diminuiu para o São Paulo. Os catarinenses reclamaram de impedimento, mas o árbitro carioca Marcelo de Lima Henrique validou o gol. Aos 37, Lucas Fernandes cruzou para Arboleda, de cabeça, arrancar o empate contra os catarinenses.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 x 2 CHAPECOENSE

SÃO PAULO - Sidão; Araruna (Lucas Fernandes), Rodrigo Caio, Arboleda e Edimar; Jucilei; Petros (Maicosuel), Hernanes, Shaylon (Gilberto) e Marcos Guilherme; Lucas Pratto. Técnico: Dorival Junior.

CHAPECOENSE - Jandrei; Apodi, Luiz Otávio, Fabrício Bruno e Reinaldo; Amaral, Moisés Ribeiro (Elicarlos), Canteros, Luiz Antonio (João Pedro) e Arthur (Lucas Mineiro); Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina.

GOLS - Wellington Paulista, aos 25 minutos do primeiro tempo; Reinaldo (pênalti), aos 14, Gilberto, aos 26, e Arboleda, aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marcos Guilherme (São Paulo); Luiz Antonio e Amaral (Chapecoense).

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

RENDA - R$ 959.703,00.

PÚBLICO - 33.226 pagantes (35.037 no total).

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Veja Mais