Poliana Okimoto entra para o Hall of Fame

Evento de introdução será em março do ano que vem

12/10/2017 - 16:21 - Atualizado em 12/10/2017 - 16:27

Poliana Okimoto faturou, no ano passado, a medalha de bronze dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro
(Foto: Divulgação)

Poliana Okimoto, maratonista aquática da Universidade Santa Cecília (Unisanta), passou a integrar o Hall da Fama das Maratonas Aquáticas, um reconhecimento mundial da International Marathon Swimming Hall of Fame (IMSHOF). A organização fez o anúncio na última quarta-feira (11).

A nadadora, de 34 anos, é a primeira nadadora brasileira a ser incluída no grupo seleto de notáveis atletas de várias partes do mundo. A cerimônia de introdução dos novos membros será no dia 31 de março do ano que vem, na Capela Beaumont Estate, Old Windsor, em Londres.

"Poliana e os outros novos membros eleitos imitam aqueles excepcionalmente 269 precursores já consagrados no Hall of Fame. Eles serão imortalizados com seus nomes inscritos na deusa do mar IMSHOF, nosso "símbolo do mar", explicou o presidente Christopher Guesdon.

Em sua página na rede social, a IMSHOF destaca as importantes conquistas de Poliana Okimoto no esporte, entre 2006 e 2016. A organização americana menciona os títulos de campeã mundial e a chama de“a maior nadadora de águas abertas condecorada na história do Brasil”.

O texto ressalta sua participação em oito Campeonatos Mundiais FINA, com medalhas em várias edições nos 5 ou 10km.  Cita as provas da Copa do Mundo. A atleta competiu em 40 etapas e subiu ao pódio 28 vezes, ganhando 16 ouros, 9 pratas e 3 bronzes.

A IMSHOF reconhece a contribuição da atleta ao dizer que “Poliana elevou as águas abertas do Brasil a outro nível” e continua a descrever sua vitoriosa trajetória esportiva.

A nadadora tem um longo histórico de conquistas. Entre elas, Poliana se tornou a primeira brasileira a conquistar uma medalha olímpica em esportes aquáticos. Nos Jogos do ano passado, ela faturou o bronze.

Veja Mais