Meia ou lateral, Jean Mota agrada o técnico do Santos pela polivalência

Jair Ventura declarou que queria ter dois Jean Mota; jogador não aponta posição preferida

25/02/2018 - 10:59 - Atualizado em 25/02/2018 - 11:00

Podendo jogar no meio ou na lateral, Jean Mota está em alta no Santos (Foto: Alberto Marques/A Tribuna)

Jean Mota está com a bola toda no Santos. Depois do clássico contra o São Paulo, no último  dia 18, o técnico Jair Ventura encheu o jogador de elogios. Neste domingo (25), contra o Santo André, pode ser que ele seja poupado, tamanha é sua importância para a equipe.

"Queria ter dois Jean Mota", disse Jair, na entrevista coletiva no Morumbi. "Um para jogar no meio e outro na lateral", explicou.

Só não pergunte ao jogador em qual posição prefere atuar. "Eu me sinto melhor dentro de campo jogando. Acho que isso define". 

Essa é, sem dúvida, a frase mais dita pelo jogador nos últimos anos e a que ele não aguenta mais ter de utilizar. "Mas eu entendo o trabalho de vocês (jornalistas)", diz, rindo.

Assim que chegou ao Santos, Jair chamou cada um dos atletas e, individualmente, pediu para eles dissessem em quais regiões do campo preferem atuar. Foi uma das inúmeras vezes em que Jean Mota disse que tanto faz. 

"Eu coloquei que queria brigar por uma posição no meio, mas que podia jogar na lateral, que já joguei de volante e de ponta", conta.

Este ano, ele esteve em campo em seis dos oito jogos do Santos: cinco deles atuando no meio e um como lateral. Jean Mota soube aproveitar as oportunidades que teve na equipe. Antes dele, o técnico do Santos havia testado Romário e Caju na lateral esquerda. O coringa sabia que a chance iria chegar, porque Jair deixou bem claro no início da temporada.

"Quando ele veio, falou que ia dar oportunidade para todo mundo, que queria ver todos, para não ser injusto com ninguém", contou.

Quem é

Jean Mota tem 24 anos e chegou à Vila em junho de 2016. Ele chamou a atenção do Santos quando estava no Fortaleza. Naquele ano, a equipe cearense eliminou o Flamengo da Copa do Brasil. Nessa época, ele atuava como ponta-esquerda.

Antes, jogou na Portuguesa, onde começou nas categorias de base aos 14 anos. No ano passado, Jean Mota renovou seu contrato com o Santos até o fim de 2022.

Jean Mota chegou à Vila Belmiro em 2016, depois de atuar no Fortaleza (Foto: Alberto Marques/A Tribuna)

Semana decisiva

Além de ser um dos jogadores com mais jogos este ano, Jean Mota tem dois cartões amarelos no Paulistão. Por isso, ele pode ser poupado neste domingo. Um outro cartão o tiraria do clássico com o Corinthians, no Pacaembu, no próximo domingo (4).

Na quinta-feira (22), o Santos vai a Cusco (PER) pegar o Real Garcilaso. A estreia do time na Libertadores será a 3.400 acima do nível do mar. No ano passado, Jean esteve em La Paz, onde jogou contra o The Strongest. Ele sabe bem como é atuar sob ar rarefeito.

"É uma sensação estranha, às vezes dá uma fraqueza no jogador", explica. Naquela partida, Ricardo Oliveira passou tão mal que nem foi a campo. A capital boliviana está a 3.600 metros de altitude.

Veja Mais