Marta critica arbitragem, mas diz que esperava mais da seleção

Jogadora fez as declarações em artigo publicado no jornal britânico The Guardian

18/06/2018 - 12:23 - Atualizado em 18/06/2018 - 12:28

Marta deu sua opinião sobre o jogo do Brasil
(Foto: Pilipp Schmidli/Getty Images)

A estrela da seleção feminina, Marta, eleita cinco vezes melhor do mundo, disse nesta segunda-feira (18) que a arbitragem prejudicou Brasil no empate em 1 a 1 com Suíça. Ela também afirmou, entretanto, que esperava uma atuação mais consistente da equipe na estreia na Copa do Mundo no domingo (17).

A jogadora fez as declarações em artigo publicado no jornal britânico The Guardian, convidada para analisar a atuação do time brasileiro no Mundial. No texto, em inglês, Marta ainda destacou a forte marcação da equipe europeia.

"Os suíços pegaram Neymar com muita força durante o jogo e dificultaram sua atuação", escreveu. Na visão da jogadora, a forte pressão sobre o brasileiro frustrou e prejudicou o desempenho do craque.

"O juiz não ajudou tampouco", acrescentou. Para a jogadora, Miranda sofreu falta no gol suíço, e o replay do lance mostrou claramente que houve infração. Ela ainda criticou a não marcação de pênalti sobre Gabriel Jesus no segundo tempo.

"Nos dois casos, o VAR [árbitro-assistente de vídeo, na sigla em inglês] não foi usado para o árbitro fazer a revisão da jogada. Por que, como no tênis, o lado prejudicado não pode pedir pela revalidação de uma decisão?", questionou.

Ela disse que o Brasil foi superior em campo. No entanto, admitiu que, devido ao preparo que a seleção teve antes do início da Copa do Mundo, a atuação foi inferior às expectativas. 

"Eu esperava mais. Mas foi apenas o primeiro jogo do torneio e acredito que haverá recuperação na sexta-feira [22] contra a Costa Rica."

"Para ser justa com o Brasil, nós não fomos os únicos favoritos que falharam em atender ao esperado na estreia."

Veja Mais