Jogadores e árbitro serão julgados por confusões durante o dérbi

Casos serão analisados na sessão que está prevista para dia 16

10/11/2017 - 21:35 - Atualizado em 10/11/2017 - 21:43

O Corinthians venceu o clássico com o Palmeiras por 3 a 2, mas o jogo continua, agora no tribunal. Os atacantes Clayson e Deyverson, o volante Felipe Melo e o árbitro Anderson Daronco podem ser punidos por causa de confusões ocorridas no dérbi, realizado no último domingo, em Itaquera. O julgamento deve ocorrer na quinta-feira (16).

Clayson e Felipe Melo se desentenderam no túnel que dá acesso aos vestiários. Imagens que circulam pelas redes sociais mostram o volante palmeirense arremessando um objeto, que parecia ser uma munhequeira, em direção ao corintiano. Depois, apareceu um outro vídeo em que o atacante teria, supostamente, cuspido em direção ao palmeirense. Ambos foram denunciados no artigo 258 (conduta contrária à disciplina ou ética desportiva), que prevê suspensão de um a seis jogos. 

O atacante palmeirense Deyverson, expulso nos minutos finais de jogo por uma cotovelada no atacante Romero, será julgado pelo artigo 254-A, que fala sobre prática de agressão e prevê suspensão de quatro a 12 jogos. 

O árbitro Anderson Daronco não relatou a confusão na súmula e será julgado por "deixar de observar as regras da modalidade". Ele também não puniu o volante Gabriel por ter retornado ao gramado, após atendimento médico, sem sua autorização. Ele pode ser afastado por 15 a 120 dias. 

Os dois clubes ainda atrasaram o início da segunda etapa e por causa disso também serão julgados. Mas, neste caso, a infração pode custar aos clubes um valor que varia entre R$ 100 e R$ 1 mil.

Veja Mais