Ícone do esporte brasileiro, Bebeto de Freitas morre aos 68 anos

Dirigente do Galo faleceu após sofrer uma parada cardíaca

13/03/2018 - 16:15 - Atualizado em 13/03/2018 - 16:36

Bebeto de Freitas havia voltado ao Atlético-MG no fim
de 2017 (Foto: Douglas Magno/O Tempo/Folhapress)

Ícone do esporte brasileiro, Paulo Roberto Freitas, o Bebeto de Freitas, morreu, na tarde desta terça-feira (13), após sofrer uma parada cardíaca. Ele era diretor de administração e controle do Atlético-MG, que decretou luto oficial de três dias. O ex-cartola também foi jogador e técnico da seleção brasileira de vôlei, além de ter presidido o Botafogo.

Bebeto havia participado do lançamento do time de futebol americano da agremiação mineira no fim da manhã. Depois da cerimônia, ele, como os demais convidados, foi para o hotel da concentração do clube, que fica na Cidade do Galo, o CT atleticano. Lá, o dirigente passou mal e recebeu atendimento, mas não resistiu e faleceu antes de ser levado ao hospital.

Trajetória

Bebeto gravou seu nome na história do vôlei nacional. Ele foi o técnico da "geração de prata" dos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles.

Sua entrada no futebol ocorreu em 1999, no Atlético-MG. Depois, presidiu o Botafogo entre 2003 e 2008.

Ele retornou ao Galo em 2009, como diretor-executivo. A última passagem pelo clube mineiro começou no final do ano passado. 

Confira a nota emitida pelo Atlético-MG

É com muito pesar que informamos o falecimento de Bebeto de Freitas, Diretor de Administração e Controle do Atlético, nesta terça-feira.

Bebeto sofreu uma parada cardíaca, pouco depois de participar de um evento na Cidade do Galo. O Diretor foi atendido prontamente, mas não resistiu.

O clube decretou luto oficial de três dias.

Veja Mais