Hamilton vence nos EUA, mas ainda não é o campeão antecipado

Alemão Sebastian Vettel chega em segundo e continua na briga por título da temporada

22/10/2017 - 19:24 - Atualizado em 22/10/2017 - 19:35

O britânico Lewis Hamilton confirmou o domínio verificado em todo o final de semana e, neste domingo, com grande tranquilidade, venceu o GP dos Estados Unidos de Fórmula 1, em Austin, no Circuito das Américas. Mas não foi dessa vez que o piloto da Mercedes obteve o tetracampeonato.

Para conquistar o título neste domingo (22), Hamilton precisava vencer e torcer para que o alemão Sebastian Vettel chegasse de sexto para baixo. Mas o piloto da Ferrari fez a sua parte, foi o segundo e se manteve na briga pelo campeonato. Seu parceiro Kimi Raikkonen completou o pódio.

Britânico Lewis Hamilton ganhou mais uma, mas torcida contra Vettel não funcionou (Foto: Mark Thompson/Getty Images/AFP)

Ainda assim, o britânico ampliou ainda mais a liderança do campeonato. Está com 331 pontos, contra 265 de Vettel. Faltando três etapas para o término da temporada, Hamilton segue muito próximo de confirmar o título. Para isso, precisa de apenas um quinto lugar nas três provas restantes. 

E, se o troféu do britânico não veio neste domingo, a Mercedes confirmou o domínio da temporada ao conquistar antecipadamente o título do Mundial de Construtores ao chegar aos 575 pontos, contra os 428 da Ferrari. Foi a sua quarta conquista consecutiva.

Outro grande destaque neste domingo foi o holandês Max Verstappen, da Red Bull, que largou em 17º e terminou em terceiro, mas foi punido com a perda de cinco segundos por ultrapassar Raikkonen irregularmente. Foi, assim, o quarto, logo na frente de Valtteri Bottas, da Mercedes. Já o brasileiro Felipe Massa fez uma corrida regular e foi o nono.

A CORRIDA - Logo na largada deste domingo, Vettel demonstrou que não pretendia deixar Hamilton obter o título antecipado. Saiu bem, pressionou o adversário pouco antes da curva e tomou a liderança. As demais posições entre os primeiros colocados foram mantidas: Bottas seguiu em terceiro, Ricciardo em quarto e o francês Esteban Ocon até tomou a quinta colocação de Kimi Raikkonen, mas o piloto da Ferrari retomou o posto pouco depois.

Já Massa, depois de largar em décimo, ganhou uma posição na saída, mas acabou perdendo-a para Verstappen. Punido com a perda de posições no grid, o holandês foi o nome do início da prova: largou em 17º e ganhou dez colocações nas voltas iniciais.

A briga entre os principais concorrentes ao título, por sua vez, seguia emocionante. Vettel não conseguia abrir boa vantagem e, na volta seis, em sua primeira investida, Hamilton ultrapassou o adversário e retomou a liderança. O piloto da Ferrari ainda tentou dar o troco, mas foi bem bloqueado.

Verstappen, então, ultrapassou Ocon e subiu para sexto, enquanto Hamilton imprimia bom ritmo e abria boa vantagem na frente. Quando as paradas de boxes se iniciaram, Vettel foi um dos primeiros a parar e retornou em quinto. Mas logo ganhou a posição do australiano Daniel Ricciardo, que abandonou com problemas no motor de sua Red Bull.

Quando os primeiros colocados completaram as paradas, Hamilton estava quase quatro segundos na frente de Vettel, que também tinha boa vantagem sobre Bottas. O resultado, assim, mantinha o campeonato indefinido. Apenas o alemão, contudo, parou no boxe pela segunda vez. Assim, caiu para quarto e viu Verstappen ameaçar sua posição, enquanto Kimi Raikkonen ultrapassou Bottas e assumiu a segunda colocação. 

Mas Vettel se recuperou na pista, ganhou a posição de Bottas e viu Raikkonen ceder o posto. Garantiu, assim, a segunda colocação e não deixou que vantagem de Hamilton fosse ainda maior. E, na última volta, Verstappen ultrapassou Raikkonen, mas foi punido pela manobra e terminou em quarto. 

A próxima etapa da temporada 2017 da Fórmula 1 será disputada no próximo domingo, dia 29 de outubro, no México.

Confira a classificação final do GP dos Estados Unidos:

1.º - Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) - 1h33min50s991 

2.º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) - a 10s143 

3º. - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) - a 15s779

4.º - Max Verstappen (HOL/Red Bull) - a 16s768

5.º - Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) - a 34s967 

6.º - Esteban Ocon (FRA/Force India) - a 90s980 

7.º - Carlos Sainz Jr. (ESP/Renault) - a 92s944 

8.º - Sergio Perez (MEX/Force India) - a 1 volta

9.º - Felipe Massa (BRA/Williams) - a 1 volta

10.º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) - a 1 volta

11.º - Lance Stroll (CAN/William) - a 1 volta 

12.º - Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren) - a 1 volta 

13.º - Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso) - a 1 volta

14.º - Romain Grosjean (FRA/Haas) - a 1 volta

15.º - Marcus Ericsson (SUE/Sauber) - a 1 volta

16.º - Kevin Magnussen (DIN/Haas) - a 1 volta

Não completaram:

Fernando Alonso (ESP/McLaren)

Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)

Pascal Wehrlein (ALE/Sauber)

Nico Huelkenberg (ALE/Renault)

Veja Mais