Hamilton bate recorde em Interlagos e lidera 1º treino livre

Inglês cravou o melhor tempo da pista em treinos ao romper a barreira do 1min10s

10/11/2017 - 13:00 - Atualizado em 10/11/2017 - 13:04

De volta à pista após sacramentar o tetracampeonato, Lewis Hamilton mostrou força nesta sexta-feira na abertura dos trabalhos do GP do Brasil de Fórmula 1. O piloto inglês bateu recorde e cravou o melhor tempo do primeiro treino livre do fim de semana no Autódromo de Interlagos. O finlandês Valtteri Bottas foi o segundo mais veloz, confirmando o domínio da Mercedes na pista seca do circuito paulistano.

Com capacete estilizado, com o desenho de quatro estrelas, Hamilton completou a volta mais rápida da história de Interlagos. Aproveitando a maior velocidade dos carros deste ano o inglês cravou o recorde da pista em treinos ao romper a barreira do 1min10s e passou a baixar o tempo em voltas seguidas até alcançar 1min09s202. 

Até então, o recorde em treinos pertencia ao alemão Nico Rosberg que anotou 1min10s023, em 2014. O melhor tempo em corrida segue com o colombiano Juan Pablo Montoya, com 1min11s473, em 2004. A marca de Rosberg foi superada nesta manhã pelos seis mais velozes do treino livre. 

O recorde de Montoya também poderá vir abaixo no domingo. Novas marcas em Interlagos já eram esperadas por causa do aumento de até 40km/h na velocidade dos monopostos da Fórmula 1 nesta temporada. Por isso, a organização do GP do Brasil até implementou ajustes no traçado para controlar a velocidade na pista, como a instalação de zebras mais altas. 

Nesta primeira sessão em Interlagos, elas deram trabalho. Hamilton e o alemão Sebastian Vettel acertaram as zebras e saíram da pista. O piloto da Ferrari teve mais trabalho. Chegou a rodar sozinho no meio do traçado, no início da atividade. Não passou do sexto tempo, com 1min09s984.

Entre o inglês e o alemão ficaram Bottas (1min09s329), o também finlandês Kimi Raikkonen (1min09s744), o holandês Max Verstappen (1min09s750) e o australiano Daniel Ricciardo (1min09s828). Todos usaram os pneus supermacios, considerados os mais velozes à disposição dos pilotos neste fim de semana - os outros são os macios e os médios. 

Em sua despedida definitiva de Interlagos como piloto da F-1, Felipe Massa registrou o sétimo melhor tempo da sessão, com 1min10s102, sua melhor marca da carreira em São Paulo. O brasileiro deixará a categoria após a disputa do GP de Abu Dabi, no dia 26. 

O Top 10 foi completado pelo belga Stofel Vandoorne (1min10s402) pelo francês Esteban Ocon (1min10s454) e pelo espanhol Fernando Alonso (1min10s476). 

Sob um calor inesperado nesta manhã, com temperaturas de até 50 graus na pista, o primeiro treino livre do GP brasileiro foi marcado por um susto logo no começo. A Toro Rosso do neozelandês Brendon Hartley começou a soltar fumaça, num princípio de incêndio no motor Renault, e o piloto precisou parar rapidamente na área de escape. Ele só tinha completado duas voltas no traçado. O incidente exigiu o acionamento do safety car virtual.

Apesar do calor, a previsão é de chuva para o segundo treino livre e para a sessão classificatória, na tarde de sábado. O domingo deve ser de sol. Os pilotos voltam para a pista na tarde desta sexta, a partir das 14 horas, para o segundo treino livre. O terceiro está marcado para as 11h deste sábado. No mesmo dia, às 14 horas, eles vão disputar a classificação para a definição do grid de largada. A corrida será às 14h de domingo.

Veja Mais