Grandes de São Paulo reforçam laterais para a temporada de 2018

Corinthians, Santos, São Paulo e Palmeiras miram atletas do setor para suprir necessidades

28/12/2017 - 09:56 - Atualizado em 28/12/2017 - 10:01

Nos últimos dias de 2017, os clubes de São Paulo resolveram mexer nas laterais para a próxima temporada. A principal novidade é mais uma contratação do Palmeiras. O lateral-direito Marcos Rocha chega do Atlético Mineiro em troca do atacante Róger Guedes. Ambos ficarão em seus novos clubes por uma temporada apenas e por empréstimo. Não há dinheiro na troca.

O negócio se estendeu um pouco mais do que o esperado porque o Atlético Mineiro se protegeu da possibilidade de perder o lateral-direito de graça, acertando a sua renovação contratual por mais um ano. O vínculo que ia até o fim de 2018 foi esticado até dezembro de 2019. Com o acerto, o clube de Belo Horizonte passa a ter três jogadores do Palmeiras em seu elenco. Além de Róger Guedes, defenderão a equipe mineira o volante Arouca e o atacante Erik.

Outros atletas do elenco alviverde estavam nos planos do técnico Oswaldo de Oliveira, como Raphael Veiga e Juninho, mas a CBF não permite que um clube empreste mais do que três para a mesma agremiação. O Palmeiras já havia fechado com Diogo Barbosa, do Cruzeiro. Assim, a tendência é que o time comece o ano com caras novas nas duas laterais.

Quem também está próximo de ter novidade no setor é o Corinthians. O clube tem encaminhado o acerto com Juninho Capixaba, do Bahia, que atua pelo lado esquerdo. Ele chegará para a vaga de Guilherme Arana e com contrato de cinco anos. Em troca, o time do técnico Fábio Carille vai emprestar três dos quatro jogadores pedidos: goleiro Douglas, lateral-esquerdo Moisés, meia Marlone e atacante Mendoza, que já joga pelo Bahia.

Marlone é quem parece menos disposto a aceitar a transferência, mas tudo está encaminhado para a virada do ano.

São Paulo e Santos fazem o processo inverso. Estão se desfazendo de seus laterais. O argentino Buffarini assinou com o Boca Juniors até junho de 2021, que pagará cerca de R$ 4,9 milhões por 80% dos seus direitos econômicos, que pertencem ao time tricolor. O clube de Buenos Aires já anunciou o acerto.

Quem pode chegar para suprir a sua saída é Victor Ferraz, do Santos, que deve usar o seu lateral-direito como moeda de troca com o rival ou com outros clubes, que também manifestaram interesse no atleta. Rivais negociam ainda possível troca de Victor Ferraz por Hudson, que pertencem ao São Paulo, mas que estava atuando pelo Cruzeiro.

Outro reforço na mira dos clubes paulistas é o atacante Gabriel, do Benfica. Gabigol foi liberado para procurar equipes, segundo o jornal português A Bola - não volta para Portugal. São Paulo e Santos, seu ex-clube, demonstraram interesse.

Veja Mais