Gabriel decide e Santos vence São Paulo no Morumbi

Com poucas finalizações, Peixe encontra a primeira vitória em clássicos no contra-ataque

18/02/2018 - 18:46 - Atualizado em 18/02/2018 - 19:17

O Santos venceu o São Paulo por 1 a 0. na tarde deste domingo (18), pela 8ª rodada do Campeonato Paulista, no Morumbi. Gabigol  marcou o gol que decidiu o clássico. Com o resultado, o Santos se isolou na liderança do grupo D, com 14 pontos - 4 a mais que o Botafogo, que ainda joga nesta rodada. O São Paulo segue com 10 pontos, na liderança do grupo B.

O jogo

As duas equipes começaram a partida se arriscando pouco. O São Paulo, porém, apertava a saída de bola do Santos e tentava abrir espaço para finalizar por meio da troca de passes. Foi assim que surgiu a primeira oportunidade da partida: em um bate-e-rebate gerado após boa troca de passes da equipe tricolor, a bola sobrou para Cueva, que finalizou e fez Vanderlei trabalhar.

Com o passar do tempo, o São Paulo começou a dominar o jogo. O Tricolor pressionava o Peixe, que tinha muitas dificuldades para construir jogadas. No entanto, se o Santos estava acuado, o São Paulo não conseguia transformar a posse de bola em chances claras de gol. Faltava criatividade para a equipe do Morumbi. Dificuldade agravada pela postura defensiva da equipe santista.          

Nenê tenta passar pela defesa do Santos (Newton Menezes/Futura Press/Folhapress)

Nessa "blitz" são paulina, surgiram mais duas boas oportunidades para o Tricolor. Aos 29 minutos, Cueva recebeu de Marcos Guilherme dentro da área. O camisa 10 do São Paulo bateu forte e Vanderlei fez mais uma boa defesa. Aos 33, em cruzamento de Reinaldo, Diego Souza finalizou de cabeça e Vanderlei defendeu com facilidade.

O Santos tentava sair em contra-ataque, mas a lentidão do meio campo atrapalhava os planos da equipe, que ainda tentou algumas jogadas por meio de ligações diretas, mas isolados, Gabriel e Eduardo Sasha não conseguiam criar chances de gol. Por duas vezes, Daniel Guedes tentou sozinho arrancar com a bola. Em ambas, no entanto, acabou desarmado pela defesa do São Paulo. Por muitas vezes, sem conseguir avançar, o Peixe tocava a bola para trás. 

O primeiro tempo terminou com 10 finalizações do São Paulo e apenas três do Santos. Porém, poucas chances claras de gol: cerca de duas da equipe do Morumbi e nenhuma do Peixe.

Foram poucas chances no primeiro tempo (Newton Menezes/Futura Press/Folhapress)

Ambas as equipes voltaram para o segundo tempo sem alterações, na escalação e na postura. Porém, aos 8 minutos, o Santos conseguiu encaixar o contra-ataque que tentava desde o primeiro tempo. Daniel Guedes avançou e lançou Eduardo Sasha, que passou para Gabigol. O Camisa 10 do Peixe bateu rasteiro, no canto esquerdo do goleiro Sidão e marcou seu terceiro gol em três jogos.

Após o gol, o São Paulo tentou pressionar mais o Santos. Porém, com o resultado positivo, o Santos se fechou bem, deixando o São Paulo com menos espaço do que no primeiro tempo. Para dar mais criatividade à equipe, Dorival Júnior ainda colocou Valdivia em campo. Porém, o meia pouco apareceu.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO: Sidão; Éder Militão, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei, Petros, Nenê e Cueva (Brenner); Marcos Guilherme (Valdívia) e Diego Souza (Tréllez). Técnico: Dorival Júnior 

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jean Mota; Alison, Renato (Léo Cittadini) e Vecchio; Copete (Guilherme Nunes), Eduardo Sasha (Arthur Gomes) e Gabriel.  Técnico: Jair Ventura 

GOLS: Gabriel, aos 9 minutos do segundo tempo

CARTÕES AMARELOS: Petros, Éder Militão, Reinaldo, Gabriel, Alison, Léo Cittadini

RENDA: R$ 952.804,00

PÚBLICO: 36.118   

ÁRBITRO: Raphael Claus (Fifa)

LOCAL: Estádio do Morumbi, em São Paulo, ontem à tarde

Veja Mais