Flamengo sai na frente do Junior Barranquilla na semi da Sul-Americana

Time carioca derrota colombianos por 2 a 1 e vai jogar pelo empate na volta

23/11/2017 - 23:38 - Atualizado em 24/11/2017 - 00:07

Felipe Vizeu marcou um bonito gol, de voleio, para dar a vitória ao time brasileiro (Foto: Leo Correa/AFP)

Com muita emoção, drama e suor, o Flamengo venceu de virada a primeira partida da semifinal da Copa Sul-Americana. Na noite desta quinta-feira (23), no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, o clube rubro-negro teve de se desdobrar em campo para ganhar por 2 a 1 do Junior Barranquilla e levar uma vantagem para o duelo da volta, na próxima quinta, às 22h30 (de Brasília), desta vez na Colômbia.

No estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla, na semana que vem, o Flamengo joga por um empate para se classificar à decisão contra Libertad ou Independiente - os paraguaios venceram por 1 a 0, em Assunção, e a volta será na próxima terça, na Argentina. Pode até perder, desde que seja por um gol de diferença a partir de 3 a 2. Um novo 2 a 1, desta vez para o Junior Barranquilla, levará a decisão da vaga para a disputa por pênaltis.

Em campo, o Flamengo começou com muito entusiasmo, mas pouca organização e inspiração. O time carioca chegava ao ataque, mas não assustou muito o goleiro Viera. Só um chute do meia argentino Mancuello, aos 11 minutos, levou certo perigo.

Pouco tempo depois, aos 16 minutos, um grande susto. O goleiro Diego Alves se chocou com o atacante Chará e sentiu fortes dores na costela. Teve de ser substituído por Alex Muralha, muito contestado anteriormente. E no minuto seguinte à sua entrada, o Junior Barranquilla fez o seu gol com o centroavante Téo Gutiérrez aproveitando um cruzamento da esquerda de Germán Gutiérrez.

Com a vantagem, o time colombiano jogou como quis. Se fechou na defesa e buscou os contra-ataques. O Flamengo teve uma boa chance em cabeçada de Felipe Vizeu e o Junior Barranquilla poderia ter feito o segundo em um chute de Chará, defendido por Alex Muralha. Nada de gol e vaias da torcida rubro-negra na saída para o intervalo.

O segundo tempo foi mais agitado e começou com chances claras para as duas equipes. Rapidamente, aos sete minutos, o técnico colombiano Reinaldo Rueda atendeu aos pedidos dos torcedores e colocou o garoto Vinícius Junior. O Flamengo melhorou e passou a pressionar o Junior Barranquilla. Aos 22 minutos, só não empatou por causa de uma defesa milagrosa de Viera em uma cabeçada de Réver.

De tanto insistir em jogadas de bola aérea como forma de vencer a defesa colombiana, o Flamengo empatou aos 30 minutos. O zagueiro Juan aproveitou mais um cruzamento do lateral-esquerdo Trauco e acertou a cabeçada no canto direito do goleiro do Junior Barranquilla.

Na base da empolgação e da vibração da torcida flamenguista, o time foi para cima e conseguiu a virada em um belo gol de Felipe Vizeu, aos 36 minutos. Trauco cruzou na área para Willian Arão, que tocou de cabeça para trás. O centroavante, mesmo canhoto, acertou um chute de primeira no ângulo esquerdo alto de Viera.

Ainda teve tempo para a equipe da Colômbia ter mais uma oportunidade, em um chute de fora da área de Chará, mas Alex Muralha espalmou para frente e evitou o empate.

Antes da partida decisiva pela Copa Sul-Americana, o Flamengo terá outro grande desafio pela frente. Na luta por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores, faz neste domingo um confronto direto contra o Santos, às 19 horas, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, pela 37.ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 x 1 JUNIOR BARRANQUILLA

FLAMENGO - Diego Alves (Alex Muralha); Pará, Réver, Juan e Trauco; Cuéllar, Willian Arão, Diego e Mancuello (Vinicius Junior); Éverton Ribeiro (Lucas Paquetá) e Felipe Vizeu. Técnico: Reinaldo Rueda.

JUNIOR BARRANQUILA - Viera; Murillo, Rafael Pérez, Arias e Germán Gutiérrez; Leonardo Pico, Cantillo, Mier (Luis Díaz) e Yony González; Téo Gutiérrez (James Sánchez) e Yimmi Chará. Técnico: Julio Comesaña.

GOLS - Téo Gutiérrez, aos 20 minutos do primeiro tempo; Juan, aos 30, e Felipe Vizeu, aos 36 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Éverton Ribeiro (Flamengo); Murillo (Junior Barranquilla).

ÁRBITRO - José Argote (Fifa/Venezuela).

RENDA - R$ 2.049.522,50.

PÚBLICO - 33.854 pagantes (41.804 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Goleiro flamenguista Diego Alves se contundiu em lance e teve que ser substituído quando o jogo estava 0 a 0 (Foto: Leo Correa/AFP)

Veja Mais