Contraprova é divulgada e confirma novo doping de Jon Jones

Lutador deve ter o cinturão retirado e sua pena em caso de punição pode chegar a até quatro anos

13/09/2017 - 11:39 - Atualizado em 13/09/2017 - 16:52

Jon Jones teve terceiro caso de doping confirmado
(Foto: Getty Images)

Está confirmado. Jon Jones foi flagrado em exame antidoping realizado na véspera do UFC 214, evento que marcou seu retorno e a recuperação do título dos meio-pesados após uma vitória por nocaute contra Daniel Cormier. O americano havia pedido uma contraprova, mas o teste repetiu o resultado positivo para o uso de turinabol, substância proibida pela Usada (Agência Antidoping dos Estados Unidos).

A informação foi divulgada pela ESPN americana. O turinabol é usado especialmente para ganho de massa muscular. O caso de doping de Jones ainda será julgado pela comissão atlética responsável. Ele deve ter o cinturão do UFC mais uma vez retirado e sua pena em caso de punição pode chegar a até quatro anos de suspensão do esporte. Porém, nenhuma posição oficial ainda foi tomada.

Jon Jones foi flagrado em exame antidoping realizado na véspera do UFC 214, realizado no último dia 29 de julho, na Califórnia (EUA). O americano negou o uso de substâncias ilegais e sua equipe trabalhar para entender o ocorrido e quem sabe provar uma possível contaminação.

Aos 30 anos, Jones chega ao terceiro caso de doping. Esta á a segunda vez que ele é flagrado sob o uso de substâncias que melhoram a performance - ele também foi flagrado por uso de cocaína em teste fora de competição.

Veja Mais