Atlético-MG faz 3 a 0, quebra série invicta do Coritiba e sonha com vaga no G7

Vitória deixou o Atlético Mineiro com 50 pontos, ainda podendo sonhar com uma vaga na Libertadores

19/11/2017 - 21:13 - Atualizado em 19/11/2017 - 21:16

Galo goleou o Coxa e colou no G7 do Brasileirão (Foto: Daniel Teobaldo/Folhaopress)

Com um golaço do venezuelano Otero, que chutou quase da linha do meio de campo, o Atlético Mineiro venceu o Coritiba por 3 a 0, neste domingo, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o time completo e bem disposto, os mineiros definiram o placar com facilidade ainda no primeiro tempo.

A vitória deixou o Atlético Mineiro com 50 pontos, na beira do G-7 e ainda podendo sonhar com uma vaga na Copa Libertadores do próximo ano. O Coritiba, com chances mínimas de queda, perdeu uma série invicta de sete jogos e continua com 43 pontos, em 14.º lugar.

O Atlético Mineiro começou na pressão e abriu o placar aos quatro minutos. Elias deu o passe para Otero do lado direito da área. Ele dominou e chutou cruzado no canto direito do goleiro Wilson. Não deu tempo do visitante respirar porque aos 14 saiu o segundo gol. Marcos Rocha cobrou lateral na primeira trave e o zagueiro Leonardo Silva cabeceou para trás, encobrindo Wilson.

Nada parecia dar certo para os paranaenses. Mas Otero roubou a cena com um golaço. Em uma saída da defesa, Fred fez o passe para o meia ainda no campo defensivo. O venezuelano caminhou dois metros e chutou bem alto, percebendo que Wilson estava adiantado. O goleiro ainda tentou voltar, mas já era tarde. Isso aos 31 minutos.

O jogador venezuelano foi reverenciado por todos os jogadores, inclusive por Robinho que movimentou os dois braços para o companheiro. "Eu nunca tinha feito um gol assim, mas antes eu vi que o goleiro jogava adiantado. Eu chutei e deu certo", explicou o autor do gol histórico, que o dedicou à família e ao irmão que estava na arquibancada.

O primeiro tempo poderia ter acabado com um placar maior porque Wilson ainda fez duas grandes defesas. Na segunda etapa, o Coritiba mostrou valentia e tentou ir ao ataque, mas sem poder de infiltração e finalização. O Atlético Mineiro não forçou a barra e apenas administrou a vantagem, com o técnico Oswaldo de Oliveira tirando Robinho, Elias e Valdívia.

O único destaque da parte final ficou para a grande vaia que o atacante Kleber Gladiador, ex-atacante do rival Cruzeiro, recebeu ao ser substituído por Henrique Almeida. Ele fez a jogada mais perigosa do time visitante, aos 41 minutos, quando cabeceou de cima para baixo e Victor espalmou. Não era mesmo a noite do Coritiba.

Agora restam mais duas rodadas. O Atlético Mineiro vai sair diante do campeão Corinthians, no próximo domingo, às 17 horas, e fecha a temporada em casa diante do Grêmio. Enquanto isso, o Coritiba vai receber o São Paulo, também no próximo domingo, e depois fecha o ano contra a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó (SC).

Veja Mais