ADG é eliminada da Segundona após três WOs

Equipe de Guarujá ainda foi multada em R$ 3 mil, mas deve recorrer à decisão

16/05/2018 - 11:13 - Atualizado em 16/05/2018 - 11:17

Problemas com estádio causaram eliminação da ADG (Foto: Rogério Soares/AT)

O imbróglio envolvendo o Ministério Público (MP) de São Paulo e a Prefeitura de Guarujá, quanto a interdição do estádio Antonio Fernandes, mais as três derrotas por WO que dela decorreram resultaram na exclusão da Associação Desportiva Guarujá (ADG) da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. 

O julgamento foi realizado no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Federação Paulista, em São Paulo, na segunda-feira à noite. Além da eliminação, a ADG foi multada em R$ 3 mil. O clube vai recorrer. 

A decisão de desclassificar a equipe deve-se, no entendimento da Federação, à negligência da ADG em não atender as determinações do MP. O órgão ordenou, no segundo semestre de 2017, a interdição do Antonio Fernandes por falta de acessibilidade e para-raios, além de outras pendências estruturais. Intervenções foram feitas no estádio, mas não atenderam às exigências do MP. 

Vice-presidente da ADG, Marcos Bruno, lamentou a decisão. “Fomos apontados como negligentes e culpados, mas não é verdade. Somos vítimas. Se houve negligência, ocorreu por parte dos dois lados: da Prefeitura e da própria Federação, que já havia liberado o estádio”. 

Ao todo, os guarujaenses disputaram três das seis rodadas da Segunda Divisão até aqui. Nas três partidas como visitantes, foram dois empates e uma derrota. 

Os jogos que seriam realizados em Guarujá terminaram com derrota por WO exatamente por causa da interdição do Antonio Fernandes.

Veja Mais