Em entrevista, Luiz Marinho promete retomada do emprego no Estado de SP

Candidato ao governo, ele participou de série de entrevistas do Jornal da Tribuna

27/08/2018 - 18:16 - Atualizado em 27/08/2018 - 19:13

Ex-prefeito de São Bernardo do Campo defende a construção de um hospital regional em SV (Foto: Vanessa Rodrigues/AT) 

Crédito abundante para pequenas, micros e empresas de tecnologia é a principal bandeira do candidato ao governo paulista pelo PT, Luiz Marinho, para a retomada do emprego no Estado. O pleiteante ao Palácio dos Bandeirantes defende a construção de um hospital regional em São Vicente, definição quanto à ligação seca entre Santos e Guarujá e ampliação do VLT até Praia Grande. 

Ele também afirma buscar maior autonomia do cais santista a fim de ampliar a participação estadual na economia brasileira. Os compromissos foram firmados na abertura da série de entrevistas do Jornal da Tribuna 1ª Edição com os cinco mais bem colocados candidatos ao governo do Estado nas pesquisas eleitorais. 

O ex-prefeito de São Bernardo do Campo (2009-2016) pretende retomar a política de investimento estadual, com suporte às empresas de tecnologia e startups. “Fui ministro do trabalho no momento em que o País vivia o pleno emprego (baixo número de desempregados). Sei como fazer”, assegura.

Luiz Marinho defende a elaboração de um diagnóstico em cada área administrativa do Estado para definir a política de investimento específicas nessas localidades. “Cada região precisa se enxergar no Plano Plurianual (planejamento orçamentário de médio prazo)”. 

Essa ação foi apontada pelo candidato para fomentar o desenvolvimento do Vale do Ribeira, região vizinha à Baixada Santista, responsável por apenas 0,5% do Produto Interno Bruto paulista (PIB, que é soma das riquezas de uma localidade). “Por lá, há imenso potencial”, diz. 

Para a região, o candidato petista pretende resgatar os planos de um hospital regional em São Vicente, com capacidade para até 400 leitos. Defendido em 2014 pelo então ministro da Saúde, Arthur Chioro, o projeto foi engavetado no ano seguinte pela secretaria de Estado da Saúde. 

Ele indica ser fundamental à economia local a definição de uma ligação seca entre Santos e Guarujá. “Vamos realizar esse sonho e o transformar em realidade”, garante.

Luiz Marinho acredita ser possível nos próximos quatro anos ampliar as linhas do VLT até o litoral Sul. “Se não até Peruíbe, pelo menos passando por Praia Grande para melhor atender a população”. 

O petista defende a regionalização do cais santista para torná-lo mais competitivo. “O Porto precisa ter a gestão compartilhada entre as cidades. O governo do Estado deve ser a liderança nesse processo”.

Veja Mais