INSS poderá bloquear empréstimo consignado considerado irregular

Isso acontecerá quando segurado fizer reclamação sobre desconto indevido no benefício

08/09/2018 - 12:50 - Atualizado em 08/09/2018 - 12:50

Acesso ao empréstimo será bloqueado até o final da investigação (Foto: A Tribuna)

O segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que fizer reclamação sobre desconto indevido no benefício por conta de um crédito consignado terá a prestação cancelada imediatamente. O acesso ao empréstimo também será bloqueado até o final da investigação feita pelo Governo, que poderá durar até um ano.

A novidade consta em resolução publicada no Diário Oficial da União (DOU) de quarta e, segundo o INSS, a meta é reforçar medidas contra fraudes. 

Detalhes

Durante todo o período, o aposentado ou pensionista não terá direito a pedir um empréstimo consignado no banco. Se, ao final das investigações, for constatada a fraude, o segurado terá o dinheiro de volta. Caso contrário, o abatimento voltará a ser feito mensalmente.

Antes, a reclamação sobre desconto indevido gerava a imediata suspensão do desconto da parcela no holerite. Mas o tempo de bloqueio a um novo crédito seria de, no máximo, 60 dias.

Entenda melhor 

O que acontece

Hoje

>O valor da prestação do consignado deixará de ser descontado imediatamente do benefício. 

>O INSS terá um prazo de 180 dias, prorrogáveis por mais 180, para investigar a denúncia de fraude.

>Enquanto a análise estiver em andamento, o segurado terá o acesso ao crédito consignado que foi bloqueado.

Como era

> Não existia um prazo para a investigação e o bloqueio da margem consignável ocorria dentro de até 60 dias.

Desdobramentos

> Se a fraude for comprovada

> O dinheiro será devolvido para o aposentado ou para o pensionista.

Se não houver fraude

As parcelas voltam a ser debitadas no holerite normalmente, a cada mês.

Cuidados

>Nunca forneça dados pessoais e documentos para estranhos que ofereçam financiamentos, produtos, revisão de benefícios e liberação de pagamentos atrasados.

>Não faça empréstimos por telefone, isso está proibido. Vá até uma agência bancária se tiver interesse no consignado.

>Se for ao caixa eletrônico e tiver dúvida, procure um funcionário do banco, que esteja identificado, e nunca aceite ajuda de estranhos ou de pessoas não autorizadas.

>Nunca forneça a senha do banco e muito menos o número do benefício para terceiros.

>Nem deixe que estranhos examinem o seu cartão sob qualquer pretexto, pois pode haver troca sem que você perceba.

>Qualquer suspeita deve ser denunciada imediatamente à Ouvidoria do INSS, pelo telefone 135 ou procurando diretamente uma agência da Previdência.

> Também é indicado ir até a polícia para registrar um boletim de ocorrência.

Veja Mais