Cade aprova expansão de empresa da Noruega em Cubatão

Yara recebeu autorização para assumir Vale Fertilizantes

22/03/2018 - 22:42 - Atualizado em 22/03/2018 - 23:01

Unidade da Yara em Cubatão: empresa da Noruega investe no País (Foto: Carlos Nogueira/Arquivo)

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a compra dos três complexos industriais da Vale Cubatão Fertilizantes pela empresa norueguesa Yara International, que também tem instalações na Cidade. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de terça-feira.

O negócio foi anunciado em novembro passado, no valor de US$ 255 milhões. Na época, o presidente da Yara, Lair Hanzen, afirmou que se tratava de mais um passo da empresa para se consolidar nesse segmento no Brasil.  

Ele disse em novembro que a Yara investirá US$ 80 milhões após a aprovação pelo Cade e que não havia a intenção de reduzir o quadro de funcionários, exceto demissões pontuais. 

A unidade da Vale em Cubatão é responsável pela produção de fertilizantes à base de nitrogênio e de fosfato. A empresa brasileira decidiu vender parte de seus negócios que não estão ligados diretamente à mineração. Já a  Yara anunciou que poderá fazer novas aquisições no País. 

Antiga Vale

A expansão da Yara em Cubatão contou com a aquisição do complexo de nitrogênio e fosfatos da Vale, que tem uma capacidade de produção anual de cerca de 200 mil toneladas de amônia, 600 mil t de nitratos e 980 mil t de fertilizantes fosfatados. Em 2016 o complexo de Cubatão  comercializou  1,3 milhão de toneladas de nitrogênio e  fosfatados, gerando receita líquida de US$ 413 milhões. 

No entanto, o jornal Valor Econômico publicou que o Cade reavaliará a concentração de mercado na área de fertilizantes básicos fosfatados de baixa concentração. Porém, o próprio Cade admite que essa concentração não é tão elevada, de 20% a 30% no Brasil. 

Veja Mais