Teatro do Kaos pede apoio para oficinas

Sem patrocínio, curso de teatro em Cubatão pode não acontecer neste ano

04/01/2018 - 10:15 - Atualizado em 04/01/2018 - 11:38

Mais de 1.800 pessoas passaram pelas oficinas

do Teatro do Kaos (foto: divulgação)

Uma das referências em formação de atores, em Cubatão, corre o risco de não oferecer cursos gratuitos este ano. É que, apesar de contar com incentivos da Lei Rouanet, o Teatro do Kaos, que existe há 21 anos, não conseguiu patrocínio das empresas da região para implantar as oficinas em 2018.

Para levar adiante a iniciativa e atender 100 pessoas, entre janeiro e dezembro, o projeto necessita de cerca de R$ 200 mil para pagar professores e manter a estrutura do espaço.“Tivemos o apoio da Petrobras durante cinco anos e, no ano passado, contamos com o patrocínio da Copebras. Mas, agora, por conta da crise, as empresas afirmam que não lucraram e que, por conta disto, não têm imposto a pagar”, conta Lourimar Vieira, idealizador do Teatro do Kaos.

Pela Lei de Incentivo à Cultura, as empresas podem destinar parte do imposto devido para projetos culturais. Vieira ainda espera sensibilizar os empresários da região.


“Nos últimos dias, esse assunto tem fervilhado nas redes sociais. Muita gente vem e nos pergunta quando começaremos as inscrições para o curso. Ainda tenho esperança de que alguém nos ajude”.Desde 2009, quando os cursos começaram, o Teatro do Kaos já formou 1.673 alunos em sua oficina de iniciação teatral, que funcionava no contra turno das escolas, além de 150 atores qualificados profissionalmente.

“O curso não é só uma ação cultural. É social também, pois muitas destas crianças deixaram de ficar na rua para aprender. Sabemos que cabeça vazia é oficina do diabo”, diz Vieira.

Ele descarta cobrar pelo curso, pois boa parte do público é carente, e também sabe que não pode contar com ajuda do poder público municipal. “A Prefeitura está com dificuldade até para pagar seus funcionários. Não teria como colaborar”, avalia.

Quem quiser ajudar pode entrar em contato com Lourimar Vieira, pelo telefone (13) 99124-7470. 

Veja Mais