Santos Film Fest homenageia duas 'pratas da casa'

Luciano Quirino e Ondina Clais, em destaque no cenário cultural nacional, serão algumas das estrelas do festival

17/10/2017 - 09:54 - Atualizado em 17/10/2017 - 10:26

Eles não esperavam ser homenageados tão cedo por suas trajetórias. Luciano Quirino e Ondina Clais são atores e bailarinos da mesma geração, com raízes em Santos, que estarão na Cidade, nesta terça (17), como destaque do 2º Santos Film Fest.

O festival começa às 20 horas, no Cine Roxy 5, com bate-papo, exibição de curta e concerto da Banda Marcial de Cubatão tocando clássicos do cinema. A programação segue até dia 23 (destaques abaixo ou programação completa nos site).

Bailarinos e atores de renome nacional, com atuação no teatro, cinema e televisão, Quirino, de 50 anos, e Ondina, 47, se encontraram somente uma vez nos palcos, em 2012, na montagem de Sérgio Ferrara, da peça "A Dama do Mar", de Henrik Ibsen. 

Luciano Quirino acabou de gravar o filme 
"Simonal" (Foto: Divulgação)

Em Santos, Quirino e Ondina cresceram na Ponta da Praia, mas eles nunca se encontraram na Cidade. Seus caminhos foram se cruzar pela primeira vez na adolescência, em São Paulo, em workshops como do bailarino Ismael Guiser.

Atualmente, estão envolvidos em diversos projetos para cinema e televisão. Quirino acabou de gravar a cinebiografia "Simonal", de Leonardo Domingues, em que faz o pai do cantor Wilson Simonal (interpretado por Fabricio Boliveira). Também estrelou o filme "Detetives do Prédio Azul" e está gravando novos episódios da série homônima, exibida no canal pago Gloob, da Globosat. 

“É a primeira vez que serei homenageado. Estou muito honrado, ainda mais na minha terra natal e dentro de um evento de cinema, pois foi por causa de um filme que decidi ser artista”, declarou Quirino, que mora no Rio de Janeiro. 

O ator, que comemora 30 anos de carreira em 2018, lembra que começou a estudar dança e teatro depois de assistir ao musical "Fama", de Alan Park, de 1980, no Cine Roxy. “Eu era adolescente e saí do cinema dizendo que era aquilo que eu queria fazer. Fui estudar balé clássico na escola de Lúcia Millás. Já estava envolvido com o teatro amador, com o Grupo Sinto. A gente se apresentava na Cadeia Velha”.

Antes do Rio, o ator morou em São Paulo, onde se aprofundou nos estudos em artes cênicas. “Durante um ano, subi e desci a Serra todos os dias. Depois, me mudei para lá”.

Entre as montagens para teatro que estrelou está "Jair em Disparada – O Musical", em que vive o cantor. “Jair Rodrigues assistiu e gostou muito”.

No Santos Film Fest, o ator participa da abertura, no Cine Roxy 5, às 20 horas, quando também será homenageada a loja Vídeo Paradiso, em Santos. Em seguida, será exibido o curta-metragem "Os Bons Parceiros", de 2013, Elder Fraga, um filme de ação em que Quirino faz o protagonista chamado Fogueira. Com 20 minutos, o curta representou o Brasil em Cannes. A classificação etária é de 16 anos. O ator também realiza bate-papos amanhã.

Ondina Clais está nas gravações do filme "Rio Santos",
que terá cenas na Cidade (Foto: Divulgação)

Primeiro curta em Santos

Ondina estrelou, este ano, em dois longas bastante elogiados: "João, o Maestro", de Mauro Lima; e "O Filme da Minha Vida", de Selton Mello. Com 27 anos de carreira, ela recebe homenagem no festival, quarta (18), às 19 horas, no Roxy 5. Logo depois, serão exibidos "O Filme da Minha Vida" e o curta "Noites Brancas em Sábado de Glória", primeiro trabalho dela no cinema, gravado em Santos, nos armazéns do Cais, em 2000.

Ondina não nasceu em Santos. Natural de São Paulo, ela se mudou para a Cidade aos 7 anos de idade, acompanhando os pais. “Esta é a primeira homenagem que recebo. Engraçado isso, pois a gente espera esse tipo de coisa bem mais velha”. 

Ela ressalta que, este ano, foi muito promissor para sua carreira como atriz de cinema e tevê fechada. Nos palcos, estreou o monólogo "K.I" (baseado no livro "Crime e Castigo", de Dostoiévski) e, na tevê, atua na segunda temporada da série latino-americana "O Hipnotizador", que estreia dia 29, às 22 horas, na HBO.

Ondina também participa das gravações do longa "Rio-Santos", de Klaus Mitteldorf, em que faz a mãe da personagem de Bruna Marquezine. “Ano que vem vamos rodar em Santos”, adianta.

Veja Mais