Santista Garagem Erudita está entre as finalistas de concurso nacional

Escolha será feita via voto popular no site oficial do evento

12/09/2018 - 09:17 - Atualizado em 12/09/2018 - 09:25

Grupo ficou em segundo lugar no Festival da Juventude de Santos, em 2015 (Foto: Divulgação)

Os últimos meses não foram nem um pouco fáceis para os integrantes da banda Garagem Erudita, vice-campeã do Festival da Juventude de Santos, em 2015. Sem tempo para os ensaios, os músicos passaram por cirurgias, sofreram acidentes e ainda tiveram que se despedir de forma precoce de uma amiga, responsável por cuidar das redes sociais da banda, que faleceu. E com tudo jogando contra, aparentemente, se viram desmotivados a seguirem em frente com a carreira.

A mudança de rumo começou com a proposta de um dos músicos de participar do E-Festival Instrumental, premiação da Samsung que visa incentivar o trabalho autoral e instrumental. E o que parecia algo distante, quase impossível para eles, virou realidade. A banda santista é uma das dez finalistas do concurso. 

“Achamos que seria uma ótima ideia nos inscrever, pelo menos nos motivaria. Levantamos uma grana, gravamos a música em estúdio, depois o vídeo. Filmagem e edição do vídeo ficaram por nossa conta mesmo. O nosso violinista estudou como fazer e sem muita confiança nos inscrevemos. Quando recebemos a notícia de que fomos selecionados para a final, ficamos empolgados e muito felizes. É uma honra estar entre os dez finalistas”, comenta o contrabaixista Pablo Ramirez.

A Garagem Erudita iniciou suas atividades em julho de 2014. Seus integrantes têm, hoje, entre 21 e 32 anos. A diferença de idade não foi obstáculo para eles, que se conheceram através de um ensino coletivo de música orquestral, o Metodo Jaffé, há dez anos.

“A ideia do grupo era continuarmos juntos após crescermos, na nossa vida de músicos eruditos. Queríamos fazer algo de qualidade e que atraísse os dois mundos, o clássico e o pop rock, além, é claro, de nos desafiar mais tecnicamente. Depois disso veio a bateria. Tinha que ser o cara certo, um que entendesse a bateria como mais uma voz, não um mero instrumento de acompanhamento”, explica Ramirez.

No YouTube, o público pode conhecer mais sobre o som da banda. Além das canções autorais, como Dmédios (Remédios), composta pelo violonista do grupo, Matteus Farias, eles também fazem versões de clássicos internacionais e sons regionais, como Esperança, da conterrânea Aliados.

“Para nós, a música caiçara tem muito peso nas nossas influências. Gostamos muito de Aliados e Charlie Brown Jr”, diz Ramirez, que acrescenta: “Obviamente, quando você nos escuta, não percebe de primeira, porque o que vem são os cellos, violinos, mas está lá, na música em que inscrevemos no festival: a maior influência será o estilo minimalista do Philip Glass, com peso no desenvolvimento e uma bateria insana”.

Para ajudar a Garagem Erudita no concurso da Samsung pode, basta acessar o site oficial do evento e clicar na foto dos santistas. Na tela seguinte, só precisa se registrar com nome e e-mail ou usar os dados do Facebook. Os votos podem ser confirmados até o dia 30. No dia seguinte, a Samsung anuncia o artista vencedor.

Veja Mais