Ricardo Baldacci apresenta algumas prévias de Spot on Swing, no Sesc

Jazzista paulistano gravou o disco inteiramente nos Estados Unidos, com a banda de John Pizzarelli

13/06/2018 - 09:20 - Atualizado em 13/06/2018 - 09:31

Ricardo Baldacci homenageou a família Pizzarelli em seu último disco (Foto: Divulgação)

Figura constante nos eventos de jazz da região, o paulistano Ricardo Baldacci mostrará algumas prévias do seu novo álbum, Spot on Swing, nesta quinta-feira (14), às 21h, na Comedoria do Sesc. Inteiramente gravado nos Estados Unidos e com a participação da banda do norte-americano John Pizzarelli, o disco deve ser lançado em breve.

“É um projeto que aconteceu de forma bem inusitada. Estava participando da coprodução de um outro trabalho com o Martin Pizzarelli e tivemos uma tarde livre, que foi quando aproveitei para gravar alguns momentos que tivemos naquela tarde. Durante três horas fiquei com o Martin e o Larry Fuller, um excepcional pianista, registrando tudo. Tocamos umas dez músicas e gravamos em áudio e vídeo. Foi feito como antigamente, todo mundo junto numa salinha apertada. É um material bem vivo, tudo gravado com takes únicos”, comenta Baldacci, que se reuniu com os amigos em fevereiro passado, no Studio Trading 8s, em Paramus, próximo de Nova Jersey, nos Estados Unidos.

O trio sem bateria, à la Nat King Cole (uma das grandes referências de Baldacci), de maneira moderna e com propriedade, optou por interpretar os clássicos do swing, estilo popular de jazz, que foi base para difusão do cancioneiro popular norte-americano e celeiro para grandes improvisadores do estilo. 

“São standards de jazz, além de uma composição minha, um blues chamado Baldacci’s Blues. Eu queria muito que o Larry Fuller tocasse essa música, porque tem uma forte influência do Oscar Peterson. Quando pensei nela, já tinha essa proposta. Ele imprimiu uma marca muito grande. Sempre deixo bem livre para eles darem sugestões de andamento. Eu ganho mais experiência, tenho mais troca musical quando faço assim”, comenta o paulistano, que compartilhou os vídeos da sessão no seu canal no YouTube.

A ligação do músico com a família Pizzarelli não é nova. Quando iniciava sua carreira, no começo da década 2000, Baldacci compareceu a um show de Pizzarelli e recebeu várias palavras de incentivo para seguir com sua proposta de som. A partir dali, o músico se aproximou da família de John, que frequentemente vem ao Brasil.

O segundo disco de Baldacci, Brother’s in Swing, lançado em 2015, contou com as participações de Bucky Pizzarelli (pai de John), e o seu outro filho, Martin.

Para a apresentação no Sesc, o paulistano promete apresentar algumas faixas de Spot on Swing e outras que devem compor um projeto em homenagem ao centenário de Nat King Cole, que será celebrado no início de 2019.

Os ingressos custam entre R$ 6,00 e R$ 20,00. O Sesc fica na Rua Conselheiro Ribas, 136, na Aparecida.

Veja Mais