Peça de Vinicius Calderoni é encenada no Teatro do Sesc Santos

O ator, diretor e dramaturgo traz sua trilogia para a Cidade, com 'Arrã', 'Não Nem Nada' e 'Chorume'

24/11/2017 - 12:45 - Atualizado em 24/11/2017 - 12:51

Depois de apresentar a peça "Ãrrã", no dia 4, a Cia. Empório de Teatro Sortido continua ocupando o Sesc Santos com sua Trilogia das Placas Tectônicas. Nesta sexta (24), às 20 horas, leva ao palco a montagem "Chorume". No dia 29 (quarta), encerra a ocupação com "Não Nem Nada". 

Elenco da peça "Chorume", que fecha a trilogia escrita por Vinicius Caldenori (Foto: divulgação)

Trata-se de uma trilogia de espetáculos, com texto e direção do ator Vinicius Calderoni. Em entrevista para A Tribuna, no início do mês, ele explicou que, por uma questão de agenda do elenco, a trilogia está sendo apresentada fora da ordem em Santos – mas isso não compromete sua compreensão por parte do espectador. 

"Chorume", na verdade, é o terceiro e derradeiro espetáculo do projeto que aborda aspectos da vida cotidiana de qualquer pessoa e as contradições entre o que diz e o que pensa. 

A trilogia de Calderoni surgiu, como ele diz, do desejo de lidar com palavras descartáveis ou descartadas e construir pensamento cênico com escombros de linguagem. 

“Acredito na força de um teatro que se estabelece num contato imediato entre atores e espectadores. Isso é próprio do fazer teatral, desde a Grécia antiga. Um teatro que não tenta imitar a realidade, mas firmar um contrato instantâneo com o público, num jogo lúdico entre ação e imaginação. Nas minhas peças, o espectador é coautor do espetáculo”, explica Calderoni. O espetáculo aprofunda a pesquisa dramatúrgica e cênica vista em "Não Nem Nada" (2014) e "Ãrrã" (2015).

Do título, a palavra 'chorume' faz referência a um líquido resultante da putrefação de matérias orgânicas: o suco do lixo, que ao mesmo tempo é tóxico e fértil (como as palavras, se mal ou bem colocadas).

A Cia. Empório de Teatro Sortido foi fundada por Vinicius Calderoni e Rafael Gomes em setembro de 2010 e é formada por Geraldo Rodrigues, Guilherme Magon, Júlia Corrêa, Mayara Constantino, Paulo Vinícius e Renata Gaspar.

A classificação etária é de 14 anos. Os ingressos custam de R$ 6,00 a R$ 20,00. 

'Não Nem Nada'

Na próxima apresentação, com "Não Nem Nada", no próximo dia 29, às 20 horas, a cia. encena 12 esquetes em que quatro atores se revezam em dezenas de personagens. A peça aborda as dores e delícias do mundo contemporâneo, com a profusão e a simultaneidade de informações, a dinâmica das redes sociais, o universo do telemarketing, os discursos retóricos das grandes corporações financeiras e o universo das celebridades. Tudo isso é abordado em cena, na velocidade do pensamento. A censura é de 14 anos, e os ingressos vão de R$ 6,00 a R$ 20,00. 

O Sesc fica na Rua Conselheiro Ribas, 136, Aparecida. Tel. 3278-9800.

Veja Mais