Livros infantis são boa opção para presente do Dia das Crianças

A literatura diverte, ensina e aumenta as capacidades intelectual e imaginativa por meio de diferentes histórias

10/10/2017 - 10:38 - Atualizado em 10/10/2017 - 10:45

A leitura intermediada por um adulto torna a 
experiência ainda mais instigante (Foto: Divulgação)

O dia delas está bem próximo e uma boa forma de presenteá-las é com livros. São divertidos, coloridos e também educativos.

A Companhia de Teatro Maleta Mágica apresenta a versão em livro da peça "O Jacaré", encenada pela contadora de histórias Jane Fucs. Adaptação do escritor Ricardo Anbar e ilustrações a lápis de cor de Régui Nadim Belatto. Conta a história de Duda, garota empolgada com a possibilidade de ir à praia com amigos. Ela ouve comentários de um tal jacaré rondando o lugar, e começa a ficar preocupada. Ela consulta os amigos do mar e descobre que as palavras podem ter mais de um significado.

Em "Asas de Algodão", texto e ilustrações de Marilda Castanha, mostra que ninguém está sozinho se tem boa imaginação. Uma menina solitária, quando se sentia mais sozinha, seu amigo aparecia. Fala do importante papel do amigo imaginário e de como é fundamental ao crescimento.

Com texto e ilustrações de Antje Damm, "A Visita" traz Elise, solitária e medrosa. Um dia, um estranho toca à porta e ela se vê compelida a abrir. O que acontecerá quando ele entrar? Ela deixará de ter medo e não ficará mais sozinha? 

Parte do ambiente urbano e industrial desemboca em um bosque onde coisas fantásticas acontecem. Um cervo convida o menino a escalar as nuvens e uma baleia os engole, transportando-os para um estômago que parece um céu estrelado. É "Uma Criança Única", criação e ilustrações de Guojing.

Todo mundo tem algo a dizer sobre ele, e nunca é nada bom. É diferente, esquisito, burro, feio, calado... E não responde nada. Como ficará essa história? "Ernesto" tem texto de Blandina Franco e ilustrações de José Carlos Lollo.

"Cada Coisa", com texto de Eucanaã Ferraz e ilustrações de Raul Loureiro, mostra que dá para fazer poema sobre um prego. Será que um martelo merece versos rimados? Até os objetos mais duros e simples do cotidiano podem virar poesia. São 66 poemas de vários tamanhos e variados graus de dificuldade, em leitura que pode envolver a família, sobre itens comuns do dia a dia. 

Capa do livro "A Menina que Parou o Trânsito"
(Foto: Divulgação)

"A Menina que parou o Trânsito", de Fabrício Valério e Bruna Assis Brasil (ilustrações), retrata uma menina numa bicicleta que para o trânsito. O guarda apita, o condutor do ônibus freia, o taxista grita. Nessa confusão, um pedestre aproveita que o ritmo frenético parou e o caminho está livre. 

Dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras. Será que todo mundo pensa assim? Ele não sabia que podia encontrar poesia e histórias em cores, contornos e desenhos, apenas desenhava. Um dia, conhece Nina, que tem o dom das palavras. Mas ela não conseguia enxergar que os rabiscos dele eram recheados de coisas incríveis – e de poesias em forma de ilustração. O livro mostra às crianças que há diferentes formas de contar uma narrativa, chamando a atenção à leitura visual tantas vezes relegada a segundo plano. "Nuno e as Coisas Incríveis", com texto e ilustrações de André Neves.

Veja Mais