Galeria de Santos expande portfólio com nomes nacionais

Eikones Escritório de Arte apresenta obras de 13 artistas contemporâneos

12/10/2017 - 11:39 - Atualizado em 12/10/2017 - 21:57

Jadir Battaglia, artista plástico
 e curador (Foto: Nirley Sena)

Em quatro anos de existência, o Eikones Escritório de Arte, de Santos, reuniu experiências suficientes para expandir seu catálogo de artistas. Com o objetivo de desenvolver e representar a arte contemporânea de realizadores da Baixada Santista, a curadoria do Eikones, este ano, ousou estrear uma coleção de nomes nacionais. 

Jadir Battaglia está à frente do espaço. “Cumprimos nossa missão de ajudar a desenvolver as carreiras de nomes da Baixada Santista. Muitos passaram a trilhar um caminho independente ou com novas linguagens, e achamos que era hora de abrir o escritório para artistas de outras regiões do Brasil”, diz o curador.

Entre os nomes que se destacaram do antigo catálogo do Eikones está a dinamarquesa radicada em Santos, Mai-Britt Wolthers. Ela se mudou temporariamente para a Suíça e, quando voltar, vai inaugurar ateliê na Ponta da Praia. 

No começo do ano, Battaglia abriu um edital na plataforma Mapa das Artes (www.mapa dasartes.com.br), para convocar artistas com criações em arte contemporânea, com ênfase na pintura. 

Artistas e obras foram apresentadas no início deste mês, na sede na Vila Belmiro (Foto: Nirley Sena/AT)

O edital recebeu cerca de 50 inscritos, dos quais Battaglia selecionou 13 que agora fazem parte do novo portfólio do Eikones. Os artistas e obras selecionados foram apresentados ao público no dia 4, em mostra no próprio escritório, que tem sede na Vila Belmiro. 

Todos os trabalhos estão à venda e a exposição continua em cartaz por tempo indeterminado ou enquanto houver telas para substituírem aquelas que forem vendidas.

Os nomes que compõem o novo catálogo são de artistas “jovens de carreira, não necessariamente de idade”, como Battaglia enfatiza. “Todos possuem uma inserção legal no mercado da arte, com participações em salões de arte contemporânea como os de Ribeirão Preto, Itajaí e Funarte”, descreve o curador. 

Entre os artistas estão Maiana Nussbacher, Renato Posch, Fernando Correia, Carlos Medina, Annemie Willcke Dalldorf, Juuh Artist (de São Paulo), Rodrigo Pedrosa e Ordi Calder (Rio de Janeiro), Leandro Serpa (Santa Catarina), Selon (Goiás), Blagojco Dimitrov (Mairiporã, SP), João César de Melo (Belo Horizonte) e Richar (Fortaleza), que se somam aos 20 nomes que já compunham o portfólio antigo. “Estamos com 33 artistas. São poucos e bons”.

Nomes do novo catálogo são de artistas com inserção no mercado de arte (Foto: Nirley Sena/AT)

Para selecioná-los, Battaglia se baseou na sua experiência como curador e, claro, nas expectativas de seus clientes, entre arquitetos, designers e investidores: “Eles procuram por uma obra de arte contemporânea que seja mais palatável e menos conceitual. Gostam de criações abstratas, coloridas e exclusivas”, revela.

Edital recebeu cerca de 50 inscritos, dos quais 13 foram selecionados para o portfólio (Foto: Nirley Sena/AT)

A fotografia também é uma linguagem apreciada por colecionadores que consultam o Eikones, mas, devido à umidade, Battaglia tem preferido trabalhos impressos em telas, como faz Ordi Calder, o único fotógrafo selecionado. 

“O Eikones vem cumprindo sua missão há quatro anos. São ações que contribuíram para que seus clientes se tornassem mais exigentes, procurando trabalhos de arte que representassem inovação, originalidade e oportunidade de investimento no mercado”, afirma Jadir Battaglia, curador e coordenador do escritório de arte e e artista plástico.

O Eikones Fica na Rua Marquês de Olinda, 23. As visitas devem ser agendadas pelos telefones 3252-4141 ou 99688-5933. Saiba mais na página do Facebook: eikonesarte e no Instagram eikones–arte.

Veja Mais