Festival Estudantil de Cultura agita Mongaguá

Até dia 29, a cidade sedia o Femc, que promove mostra de teatro, dança, cinema e música

05/09/2018 - 11:17 - Atualizado em 05/09/2018 - 11:28

Evento atinge 12 mil alunos de 30 escolas (Divulgação)

"Arte não é babado cultural, não é enfeite para botar na parede”, disse a professora Ana Mae Barbosa, uma das maiores referências no estudo da arte-educação no Brasil. Desde maio de 2016, o ensino de teatro, artes visuais e dança tornou-se obrigatório no Brasil, e as escolas públicas e privadas têm cinco anos para se adaptar aos novos padrões. 

Na vanguarda da nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, escolas públicas e privadas de Mongaguá, desde 2001, têm sido palco de um festival de teatro que já está na 17ª edição! Trata-se do Festival Estudantil Mongaguá de Cultura (Femc), uma realização da Prefeitura, por meio da Diretoria Municipal de Cultura, que começou no dia 1º e segue até dia 29, no Centro Cultural Raul Cortez.

O Femc consiste numa mostra competitiva multicultural, que reúne nove modalidades: dança, teatro, coral, composição musical, pintura, escultura, fotografia, colagem e conto literário, dividida nas categorias infantil, infantojuvenil e juvenil, em exposições e apresentações abertas ao público em geral. Toda a rede escolar de Mongaguá participa do festival. São 12 mil estudantes de mais de 30 escolas municipais, estaduais e particulares.

A programação se divide em diversas atrações: Mostra Competitiva, que tem a participação de alunos dos 6 anos 17 anos, que recebem orientação de profissionais do cenário nacional; e Mostra de Espetáculos, com grupos e artistas de teatro e dança da região e da Capital, em sua maioria com entrada gratuita e classificação Livre; sessões especiais do Curta Santos; 8º Encontro Regional de Violões (nos dias 14 e 15, das 9h às 21h); e Congresso de Dança, além de palestras e oficinas (veja alguns destaques da programação até domingo, mais abaixo).

Em parceria com a Poiesis Organização Social de Cultura e Oficinas Culturais, o festival deste ano receberá três oficinas gratuitas: Grafite, Dramaturgia e Audiovisual. Um dos objetivos desta edição é promover ações educacionais através das artes, uma inovação no Femc.

Assista ao vídeo

Oriundo de oficinas 

Diretor de Cultura da cidade, Pedro Saletti conta que o festival nasceu com a missão de fomentar, dentro das unidades escolares, as modalidades das Oficinas Culturais Municipais, que aconteciam no Centro Cultural Raul Cortez. Assim, o Femc difundiria a prática artística na cidade e contribuiria para a divulgação das atividades promovidas.

Com o passar do tempo, o festival ganhou um sentido maior, visando ampliar o acesso ao fazer artístico, envolvendo as unidades escolares e a comunidade. 

“Apesar de ser uma mostra competitiva, nossa ideologia não está na competição, mas na integração social pelos caminhos das artes”, diz Saletti, que completa: “O Femc enriquece o imaginário dos participantes e estimula o senso crítico e reflexivo. Também ajuda no do fomento de novas plateias”. 

O coordenador geral do evento, Andress Correa ressalta: “A missão do festival é propor um espaço de confluência entre jovens artistas que, por meio dos processos criativos, ultrapassem a competição, dinamizando os mecanismos educacionais que potencializam seu desenvolvimento pessoal, difundam as ações locais de fomento às artes e à cultura”. 

O envolvimento de Correa no Femc vem desde 2008, quando tinha 17 anos de idade e foi um dos premiados na Mostra Competitiva, na categoria Teatro Juvenil.

A programação completa do festival pode ser acessada na página do evento: facebook.com/centroculturalraulcortez.

Programação:

Quarta-feira (5), 14h

Mostra Competitiva. EMEF Regina Maria, Colégio Casalunga e EMEF Sirana Koukdjian.

Quinta-feira (6), 14h

Mostra Competitiva. Colégio Portinari, Emef José Cesário Pereira Filho, Colégio Urso Bianco e Emef Vera Cruz.

Sexta-feira (7)

14h. Desbravadores, Cazuá Companhia de Teatro. Sinopse: os escoteiros Sula e Neco partem para uma viagem pelos contos indígenas. Texto e direção de Andress Correa, com Tallyta Felix e Jordan Forman.

18h. Fanfarra Municipal. 

Na Praça Fernando Arens.

Sábado (8), 21h

Matheus Ceará. Ingressos à venda. Classificação: 16 anos.

Domingo (9), 19h

Cine Cultura – Projetos Cinema 

Bairro da Pedreira. 

Classificação livre. 

Local: Centro Cultural Raul Cortez (Av. São Paulo, 3.465, Balneário Umurama, Mongaguá. telefone: 3507-5477), exceto a Fanfarra Municipal. 

Veja Mais