Em nova música, Pussy Riot imagina policiais amigáveis a manifestantes

Banda pede a libertação de seus quatro integrantes presos por 15 dias

18/07/2018 - 11:30 - Atualizado em 18/07/2018 - 11:37

A banda punk russa Pussy Riot lançou uma nova música nesta terça-feira (17) na qual imagina policiais amigáveis com os manifestantes, depois que quatro de seus integrantes foram presos por entrar em campo durante a final da Copa do Mundo. 

Track About a Good Cop marca uma nova direção musical para as roqueiras feministas, que desta vez passam pelos ritmos e sintetizadores do house para fazer uma sátira sobre os policiais. 

No vídeo, quatro oficiais de polícia russos, três homens e uma mulher, experimentam uma transformação: de parados firmes na neve eles passam a dançar de forma insinuante como se estivessem em uma boate. 

Em um comunicado, Pussy Riot disse que o single é "um sonho utópico sobre uma realidade política alternativa em que, em vez de deter ativistas e encarcerá-los, os policiais se unem aos ativistas". 

A banda acrescentou que imagina um "mundo onde os policias deixaram a homofobia, pararam a guerra contra as drogas e entenderam que é muito melhor ser alegre e agradável com as pessoas". 

Também publicou uma lista de demandas que incluem a liberdade de seus quatro integrantes presos por 15 dias por interromper a final de domingo em Moscou entre França e Croácia transmitida para o mundo todo. 

As roqueiras também pediram a liberdade do cineasta ucraniano Oleg Sentsov, condenado a 20 anos por crime de terrorismo, e que a Rússia pare de dispersar manifestações e de agir contra o líder opositor Alexei Navalny. 

Veja Mais