Diretor de clássicos do terror, George A. Romero morre aos 77 anos

Cineasta lutava contra um câncer no pulmão

17/07/2017 - 07:28 - Atualizado em 17/07/2017 - 09:08

Romero é o responsável pelo clássico dos zumbis A noite dos mortos-vivos, de 1968 (Foto: AFP)



O cineasta George A. Romero, pai dos filmes de zumbis e criador do cult A noite dos mortos-vivos, de 1968, faleceu neste domingo (16), aos 77 anos - informou seu agente.

 "O lendário cineasta George A. Romero morreu no domingo, 16 de julho, ouvindo a trilha sonora de 'Depois do vendaval' (1952), um de seus filmes favoritos", afirmou o agente Chris Roe, em um comunicado.

"Faleceu em paz enquanto dormia, depois de uma curta, mas agressiva luta contra um câncer de pulmão", completou Roe na nota, acrescentando que o diretor "deixa uma família muito carinhosa, muitos amigos e um legado cinematográfico que sobreviveu e sobreviverá à passagem do tempo".

A noite dos mortos-vivos entrou para a história como o precursor do gênero dos zumbis. Foi filmado em preto e branco e protagonizado pelo ator negro Duane Jones - uma aposta ousada para a indústria cinematográfica da época.

O filme é sobre um grupo de pessoas que tenta sobreviver ao ataque de cadáveres que voltaram à vida. Apesar de contar com um orçamento de apenas US$ 100 mil, conseguiu arrecadar US$ 30 milhões em bilheterias do mundo todo, rendendo cinco sequências. Entre elas, Despertar dos mortos (1978) e Dia dos mortos (1985).

Inspirou um gênero que continua em alta em Hollywood, embora Romero sempre tenha dito que se inspirou no livro Eu sou a lenda (1954), de Richard Matheson.

Sua obra inclui o filme de ação Cavaleiros de aço (1981) e o terror Creepshow - Show de horrores (1982), escrita por Stephen King.

Enorme perda
No Twitter, o famoso romancista americano manifestou seu pesar: "Triste por saber que meu colaborador favorito e meu velho amigo George Romero faleceu. George, não haverá outro como você".

O cineasta mexicano Guillermo del Toro, que escreveu e dirigiu em 2006 O labirinto do fauno e produziu em 2013 o thriller Mama, também lamentou. "É difícil encontrar agora as palavras", afirmou, acrescentando que "a perda é enorme".

O diretor Eli Roth elogiou a coragem do cineasta de "confrontar o racismo há 50 anos", ao escolher Jones para estrelar seu mítico longa. "George Romero merecia levar 5% de cada filme sobre zumbis feito depois de 1968. Sempre foi muito correto sobre esse tema", declarou o crítico de cinema Scott Weinberg.

A maioria dos filmes foi rodada em Pittsburgh e seus arredores, no estado da Pensilvânia, onde fica a Universidade Carnegie-Mellon. Foi onde o diretor estudou. Romero nasceu em 4 de fevereiro de 1940, em Nova York, filho de pai cubano e de mãe lituano-americana. Deixa mulher e uma filha.

Veja Mais