Cantor Thiaguinho veio a Santos e participou de entrevista na Rádio Tri FM

Ele está comemorando 15 anos de carreira e lembrou momentos com o seu antigo grupo, o Exaltasamba

02/11/2017 - 10:54 - Atualizado em 02/11/2017 - 11:04

O cantor está divulgando se mais recente trabalho "Só Vem ao Vivo" (Foto: Divulgação)

Comemorando 15 anos de carreira, o cantor Thiaguinho esteve nesta quarta-feira (1º), na Tri FM. Ele veio a convite da rádio para celebrar os dez anos do programa Estúdio Tri Ao Vivo. Logo na chegada, o músico fez questão de ressaltar o amor que tem pela Baixada Santista e pela rádio.

“É um prazer imenso estar aqui novamente na Tri. Já estive diversas vezes, adoro tocar nesse formato. Já estava com saudades, viu? Eu não sou Luan Santana, mas é só fazer assim (estala os dedos), que eu volto”, brincou ele.

Estando em casa, como ele define, Thiaguinho revelou que fica muito à vontade tocando por aqui. “Não só em Santos, como em Praia Grande, Guarujá, São Vicente, no Litoral Sul... São sempre shows memoráveis, shows em que sou recebido com muito carinho e é sempre bom vir aqui para renovar essa energia boa”, diz.

Boas lembranças

Locutor da Tri, Pablo lembrou da primeira vez que o Thiaguinho esteve na emissora, em 2008, quando o cantor ainda fazia parte do grupo Exaltasamba. “Foi em março, meu primeiro Estúdio Tri, inclusive contei isso para o Péricles. Logo depois, fizemos um show na praia do Exaltasamba que reuniu mais de 180 mil pessoas. Foi uma loucura”, recordou.

“Poxa, muito bom lembrar disso, provavelmente eu comemorei meu aniversário aqui”, disse Thiaguinho, que nasceu no dia 11 de março.

O cantor está divulgando seu novo trabalho, o disco "Só Vem Ao Vivo", que comemora seus 15 anos de carreira. O CD, que tem 21 músicas inéditas, é, segundo ele, seu melhor trabalho. “A gente sempre mantém o foco nisso, mas esse disco realmente eu acho que é o meu melhor. Minha parceria com o Prateado (arranjador), as letras, os arranjos... Tudo nele está muito bom e reflete nosso amadurecimento”, diz o músico, que toca ao lado de Gordinho (surdo), Gabriel Barrita (tamtam), Negro Preto (pandeiro), Nando Martins (cavaquinho) e Simon Sas (violão e vocais).

Na hora de finalizar, sobrou letra. “Era para ter 10 faixas. Mas não conseguíamos escolher. Foi para 12, 15... Aí, quando fizemos o show, estávamos em 20 e os fã-clubes colocaram mais uma. Formou”.

Veja Mais