Balé Jovem de São Vicente comemora 15 anos de fundação

Conjunto, que acumula prêmios, começou ocupando antigo galpão no Horto Municipal

05/11/2017 - 10:54 - Atualizado em 05/11/2017 - 11:05

Um dos bailarinos do conjunto durante performance (Foto: Divulgação)

Há 15 anos, no galpão do antigo Horto Municipal, as diretoras artísticas Geyssa Alencar e Sabrina Olimpio iniciaram um sonho. Ensinavam balé para cinco crianças do bairro. O projeto era despretensioso: só o amor à dança. 

E assim nasceu o Balé Jovem de São Vicente, um projeto social com o objetivo de expandir a dança para os jovens vicentinos. A turma foi crescendo e o pequeno espaço ficou pequeno e teve de ser ampliado. 

Neste tempo de vida do projeto, mais de 3 mil alunos passaram pelo Balé Jovem, trazendo suas histórias e sonhos. Eles já representaram São Vicente aqui e lá fora. Alguns talentos se destacaram até em outros países. 

É o caso de Felipe Vieira, 18 anos, contratado pelo Balé da Ópera de Viena, Áustria; e Fernanda Lopes, 15 anos, ganhadora de uma bolsa de estudos para o Balé de Stuttgart, na Alemanha. 

“Nós sempre acreditamos muito no trabalho que nossos bailarinos realizavam, mesmo num lugar não tão próprio”, lembra Geyssa.

Quem sobe as escadas estreitas do prédio na Avenida Prefeito José Monteiro, 70, dá de cara com mais de 600 troféus, resultado dos 15 anos do Balé Jovem.

Apresentação do Balé Jovem de São Vicente com espetáculo de repertório (Foto: Divulgação)

Mas Sabrina ressalta: “É bem gratificante. Mas sempre conversamos com eles que o troféu é fruto de um trabalho, mas não é o fim. Mas o mais importante é tudo o que eles passam”.

Hoje, o grupo conta com mais de 800 integrantes, divididos em diversas categorias de dança além do balé, como street dance, hip hop, jazz e sapateado. A formação leva nove anos e não são só os pequenos participam: a escola também oferece aulas para adultos.

Adote um bailarino

O grupo tem que custear as viagens. Para juntar recursos, realiza diversos eventos, rifas, pedágios, vaquinha on-line, venda de produtos, tudo para levar os jovens bailarinos a chegarem mais perto de realizar seus sonhos.

Quem quiser ajudar pode ser um apoiador pelo projeto "Adote um bailarino". O voluntário ou marca contribui mensalmente para um aluno de baixa renda, com inscrição de festival, matrícula e traje. 

Além do projeto, o Balé Jovem oferece bolsas de estudo anualmente para balé clássico. Os aspirantes participam de uma seleção, sendo avaliados por técnica, musicalidade e aptidão. 

Quem quiser participar deve fazer a inscrição após a segunda semana deste mês. Informações pelo telefone 3304-8113 ou no e-mail bale saovicente@hotmail.com.

Veja Mais