Autor do projeto do Museu de Arte Moderna de Santos é premiado

Paulo Mendes da Rocha ganhou o Prêmio Imperial do Japão, um dos mais importantes do mundo

14/09/2016 - 11:30 - Atualizado em 14/09/2016 - 11:38

Arquiteto tinha sido premiado com o Leão de Ouro da Bienal de Veneza, este ano (Foto: Divulgação)

Se o projeto conceitual do Museu de Arte de Santos já era uma joia, agora tem mais um motivo para brilhar e ser transformado em realidade. Responsável pela concepção, o renomado arquiteto brasileiro Paulo Mendes da Rocha foi anunciado, na terça (13), como vencedor do Prêmio Imperial do Japão, um dos mais importantes do mundo. Neste ano, Mendes da Rocha já havia recebido o Leão de Ouro na Bienal de Arquitetura de Veneza (Itália), além de já ter no currículo o Prêmio Pritzker, considerado o Nobel do setor.

Aos 87 anos e conceituado mundialmente, o arquiteto ainda quer ver erguida a sua única obra na região. O Museu de Arte de Santos será construído no estacionamento da Pinacoteca Benedicto Calixto. O investimento no equipamento cultural será feito por empresas, por meio de incentivos fiscais, como a Lei Rouanet .

É um antigo sonho de Geraldo Pierotti, que presidiu a Pinacoteca entre 2008 e 2010 e comandou a diretoria que levou Mendes da Rocha até o Casarão Branco da Avenida Bartolomeu de Gusmão. Hoje, Pierotti preside o Conselho de Administração da instituição. 

“Ficamos muito felizes com mais essa premiação dele, porque na nossa gestão o contatamos e ele se encantou com a Cidade e com a possibilidade de ter um projeto em Santos. A escolha do Paulo Mendes da Rocha mostra o acerto da nossa diretoria. Santos terá um museu do maior arquiteto brasileiro no momento e um dos maiores de todos os tempos”, ressalta Pierotti.

Superar limites da região

A atual presidente da Pinacoteca, Sílvia Teixeira Penteado, também recebeu com entusiasmo a notícia da premiação. “Só o fato de ele ter concebido o projeto do Museu de Arte de Santos, já dá à Cidade uma valorização que supera os limites da região. E a Pinacoteca tem feito todos os esforços para tornar isso realidade. Ainda este mês o projeto foi aprovado pelo Condepasa (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Santos) e já está autorizado pela Prefeitura”.

Sílvia está empolgada para a fase seguinte, que é de buscar parceiros para a construção. “É um projeto alimentado pelas mãos desse grande arquiteto, um dos poucos brasileiros consagrados na área. É tornar Santos um centro de cultura, a ponte para uma vida mais plena”.

O presidente da Comissão de Expansão da Pinacoteca, André de Fázio, ratifica o brilhantismo de Paulo Mendes da Rocha e sua atração pela Cidade. “Ele tem um carinho todo especial pelo projeto do Museu de Arte de Santos e gosta muito da Pinacoteca, já esteve lá várias vezes por causa desse projeto diferenciado que fez. É um orgulho para nós, santistas, termos essa referência internacional projetando nosso museu”.

Segundo Fázio, será feito agora o projeto executivo, que é uma etapa obrigatória e vai estipular as etapas e os valores necessários para a obra. Esse orçamento é fundamenta para a captação de recursos

Veja Mais