5º Mirada promove dez montagens e debate

Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas continua em diversos espaços de Santos

11/09/2018 - 11:08 - Atualizado em 11/09/2018 - 11:25

Cena do espetáculo "La Ciudad de Los Otros" (Sérgio Gozalez Alvarez/Divulgação)

Uma estreia colombiana e uma delicada peça peruana abordam, respectivamente, as lutas da população negra e das mulheres por espaço na sociedade, e são destaques deste sétimo dia do 5º Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas, sediado em Santos e realizado pelo Sesc SP, até sábado.

"La Ciudad de Los Otros" ("A Cidade dos Outros") é um espetáculo de dança do grupo Sankofa, da Colômbia, país homenageado pelo festival deste ano, que pode ser visto hoje, no Teatro Municipal Braz Cubas (veja quadro abaixo). 

Criada no contexto da celebração dos 159 anos da abolição da escravidão na Colômbia, a obra do coreógrafo Rafael Palacios faz referência à desigualdade social, especialmente em relação aos negros. Mais de dez artistas, entre bailarinos e músicos, se alternam em solos e grupos, como metáforas das lutas sociais. 

"Ñaña" (sem tradução), que será apresentada às 19 horas, na Cadeia Velha, traz a peça da dramaturga e diretora peruana Claudia Tangoa, que conta a luta de uma mulher para adotar uma menina – resgatando-a de uma situação familiar abusiva –, e de Lucy, a filha biológica da mulher. 

Estes sãos os dois destaques da programação de hoje, que ainda reserva mais oito montagens em diversos espaços de Santos, sendo seis peças brasileiras e uma uruguaia. 

Debate

Além dos espetáculos, o Mirada promove debates, com entrada franca, no Ponto de Encontro, que fica na Área de Convivência do Sesc Santos. O tema do encontro de hoje, às 11 horas, é "Poéticas da Oralidade", que abordará a oralitura na escrita teatral, uma poética da oralidade que precisa do corpo e da voz para se constituir enquanto linguagem. 

Para debater o tema, a pesquisadora, poeta e dramaturga Leda Maria Martins conversa com a dramaturga, atriz e diretora Grace Passô, que atua no espetáculo "Preto" (que também será apresentado, hoje, às 19h, no Doca Valongo); e com Marcela Salinas, dramaturga e atriz da peça chilena "Estado Vegetal". A mediação é de Rosane Borges.

A artista mineira Grace Passô esteve no final de agosto, em Santos, onde se apresentou com o premiado monólogo "Vaga Carne", no 60º Festival Santista de Teatro (Festa). 

Marcela Salinas participou de mais de 50 produções teatrais. É professora de técnica vocal e estudos da palavra na Universidade Mayor, e de outras disciplinas em cursos de graduação e pós-graduação. 

O Sesc Santos fica na Rua Conselheiro Ribas, 136, Aparecida. Informações pelo telefone 3278-9800.

Programação de hoje:

>>Terça-feira (11)

12h30 – Chulos (Brasil). Praça Mauá. Livre.

18h – Colônia> (Brasil). Cadeia Velha. 14 anos. 

18h – Lítost. La Frustación (Uruguai). Arcos do Valongo. 16 anos. Com reapresentação quarta-feira (12), no mesmo horário.

19h – Ñaña (Peru). Cadeia Velha. 14 anos. Com reapresentação quarta-feira (12) e quinta-feira (13), no mesmo horário. 

19h – Chancho (Colômbia). Teatro Coliseu. 16 anos. 

19h – Guanabara Canibal (Brasil). Sesc Santos (Ginásio). 14 anos.

19h – Odisseia (Brasil). Doca Valongo. 18 anos. Com reapresentação amanhã, no mesmo horário. 

21h – Preto (Brasil). C.A.I.S. Vila Mathias. 14 anos. 

21h – A Vida (Brasil). Teatro Coliseu. 16 anos.

22h – La Ciudad de Los Otros (Colômbia). Teatro Municipal Braz Cubas. Livre.

Endereços: 

Arcos do Valongo (Rua Comendador Neto, 3, Centro); Cadeia Velha (Pça dos Andradas, s/n, Centro. 

C.A.I.S. Vila Mathias (Av. Rangel Pestana, 184, Vila Mathias).

Doca Valongo (Rua Tuiuti, 26, Centro Histórico).

Praça Mauá (Centro Histórico).

Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). 

Veja Mais