Pedrinho, meia do Corinthians, recebe sondagens de até R$ 110 milhões

Udinese e Ajax sinalizaram propostas de 20 a 25 milhões de euros pelo jogador

20/07/2018 - 17:52 - Atualizado em 20/07/2018 - 19:01

Joia da base Corintiana tem multa rescisória de 225 milhões de reais (Foto: Ag Corinthians/Divulgação)

Mesmo com sondagens de Ajax (Holanda) e Udinese (Itália), oferecendo de 20 a 25 milhões de euros (cerca de 110 milhões de reais) por Pedrinho, meia do Corinthians. O Timão se mostra irredutível com as negociações que passem longe do valor da multa dele, que é de aproximadamente 50 milhões de euros (225 milhões de reais). A informação é do site Gazeta Esportiva.

Apesar de não conseguir se firmar no time titular de Osmar Loss, Pedrinho é considerado joia da base corintiana por conta da seu grande potencial. E isso tem despertado interesse de clubes europeus, que já andaram conversando com o Corinthians.

O clube italiano tentou saber se o Timão estaria disposto a abrir negociações por ele com valores em torno de 20 a 25 milhões. A diretoria alvinegra não deu ouvidos e falou que, apenas com uma proposta próxima a da multa (220 milhões de reais), as conversas são inciadas.

A joia do Timão também foi sondado pelo Ajax (Holanda). Eles sinalizaram, por meio do empresário Giuliano Bertolucci, que poderiam oferecer 25 milhões de euros. 

A resposta foi a mesma. Nada feito se não passar perto do valor da rescisão contratual.

Vale lembrar que Bertolucci foi o responsável pela venda de David Neres do São Paulo para o Ajax, na temporada passada.

Pesa a favor do Corinthians, nessa negociação, as recentes vendas do volante Maycon (R$ 28 milhões) para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e do zagueiro Balbuena, para o West Ham, por R$ 17 milhões. Com esse dinheiro em caixa, a necessidade de vender para subtrair um prejuízo que o clube acumula, diminui por enquanto.

Mesmo com contrato até 2020 e uma multa rescisória alta, ainda paira uma incerteza sobre quanto tempo ele ficará no Corinthians, 

"Se um dia eles (europeus) vierem para levar, levam”, disse o empresário em entrevista publica no site da Gazeta Esportiva.

Veja Mais