Golaço faz de Emerson Sheik o atleta mais velho a balançar a rede pelo Corinthians

Atleta, de 39 anos, fez o gol no fim do segundo tempo da partida contra o Mirassol

08/03/2018 - 00:31 - Atualizado em 08/03/2018 - 00:44

Emerson Sheik deu a vitória ao Corinthians
(Foto: Marcello Zambrana/AGIF/Folhapress)

O jogo caminhava para terminar com o placar de 0 a 0 e somente um lampejo de qualidade técnica parecia poder mudar o cenário. Foi exatamente isso o que aconteceu na vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Mirassol, na Arena. Com um lindo e potente chute, Emerson Sheik marcou um golaço que garantiu os três pontos e classificação corintiana à próxima fase do Paulistão.

Foi o primeiro tento de Sheik após a sua volta ao clube nesta temporada 2018, o que fez dele o jogador mais velho a marcar um gol com a camisa do Timão. Ele também já havia registrado o feito de ser o mais velho a entrar em campo pelo clube. Tais façanhas geraram uma comoção de todo o time, elogiado pelo atacante de 39 anos, que foi abraçado por Cássio na comemoração.

"O elenco é extremamente competitivo, o time está muito bem montado, jogando com qualidade, jogadores que são considerados os titulares estão bem. O importante é que a gente, que não vem iniciando os jogos, esteja bem e se sinta útil. É gostoso participar, ajudar. A felicidade tão boa quanto o gol é ver o Cássio vindo me abraçar, saindo do gol", disse Emerson na saída de campo.

Experiente, Sheik entrou em campo na segunda etapa sabendo que teria a difícil missão de furar a forte marcação da zaga do Mirassol. Para ele, qualquer oportunidade teria de ser concretizada.

"Marcação forte deles, já era de se esperar, o Carille passou isso. Sabíamos da dificuldade, então era uma bola para encontrar o gol. Problema que demorou muito, mas o time conseguiu vencer", concluiu o atacante.

Já classificado, o Corinthians volta a campo no próximo domingo, às 17h, para enfrentar o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto. A partida é válida pela 12ª e última rodada da primeira fase do Paulistão-2018.

Veja Mais