Corinthians segura pressão do Flamengo e leva empate para São Paulo

Retrancado, Timão toma sufoco, principalmente no 2º tempo; Cássio tem boa atuação

12/09/2018 - 23:38 - Atualizado em 12/09/2018 - 23:40

Corinthians jogou recuado contra o Flamengo (Foto: Buda Mendes/Getty Images Sport)

O Corinthians segurou a pressão e ficou no empate, sem gols, contra o Flamengo, nesta quarta-feira (12), no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela partida de ida da semifinal da Copa do Brasil.

Muito superior, a equipe carioca dominou as ações, principalmente no segundo tempo, mas parou em boa atuação de Cássio. O Alvinegro teve chances de marcar na primeira etapa, mas mal passou do meio do campo nos 45 minutos finais. No entanto, levou a decisão para São Paulo, onde precisará de uma vitória simples para avançar. 

As equipes voltam a se enfrentar no dia 26 deste mês, às 21h45, na Arena Corinthians. Pelo Brasileirão, o Corinthians joga no domingo, às 19h, contra o Sport, em São Paulo. O Flamengo tem o clássico contra o Vasco da Gama, no sábado, às 19h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. 

Flamengo é superior, pressiona, mas para em Cássio

O Flamengo não poupou e foi a campo com Cuéllar e Lucas Paqueta, recém-chegados dos Estados Unidos. Já o Corinthians, como era de se esperar, entrou com três volantes para ter maior consistência defensiva. Mas os primeiros minutos foram dominados pelos cariocas.

Após chutes de Éverton Ribeiro e Vitinho, sem sustos, a primeira grande chance veio aos 12 minutos. Gabriel dominou errado no círculo da grande área, Vitinho aproveitou e chutou, de primeira. A bola passou muito perto da trave direita de Cássio. Dois minutos depois, Éverton Ribeiro encontrou Rodinei, que foi até a linha de fundo e cruzou na pequena área. Cássio, se antecipou a Uribe e ficou com a bola.

O Corinthians tentava congestionar a entrada de área, chamar o Flamengo para o seu campo e tentar ligar um contra-ataque. Já o Rubro-Negro seguia abafando os paulistas, sem dar muito espaço para o adversário criar.

Após a pressão inicial, o Timão passou a equilibrar as ações em campo. A melhor chance do time veio aos 23 minutos e foi um presente de Lucas Paquetá. O meia recuou de maneira errada, Clayson dominou, invadiu a área e chutou na rede, pelo lado de fora. Dois minutos depois, Clayson tabelou com Jadson, e encontrou Douglas na ponta esquerda da área. O volante chutou cruzado, mas pegou mal na bola, que passou à esquerda do goleiro Diego Alves.

Mas a pressão corintiana parou por aí. Aos 30 minutos, o Flamengo teve uma série de escanteios perigosos. No primeiro, após cobrança de Éverton Ribeiro, Cássio afastou, mas a bola sobrou para Paquetá, que bateu cruzado para grande defesa do goleiro. No rebote, Diego cruzou, e Léo Santos mandou para escanteio. Na cobrança, Diego alçou na área, Réver cabeceou e Cássio espalmou novamente. 

Flamengo insiste nas jogadas aéreas; Corinthians se retranca

Os primeiros 15 minutos do segundo tempo foram sem emoção. Em uma repetição da primeira etapa, o Flamengo pressionava, mas sem conseguir ameaçar o Corinthians. Já o Alvinegro se limitou a ficar na defesa e segurar a pressão rubro-negra. O único momento pitoresco foi quando a partida foi paralisada porque o árbitro Braulio da Silva Machado deixou o aparelho de comunicação cair.

A primeira finalização só veio aos 16 minutos, quando Diego fez jogada pela esquerda, trouxe para o meio e arriscou de fora da área. Cássio espalmou para longe. Depois, aos 24 minutos Vitinho fez o pivô para Paquetá, que chutou. O goleiro do Corinthians fez firme defesa.

Os técnicos resolveram mexer. No Flamengo, Willian Arão, Henrique Dourado e Lincoln entraram para as saídas de Lucas Paquetá, Uribe e Vitinho. Já Jair Ventura sacou Clayson, Fagner e Gabriel para promover as entradas de Matheus Vital, Paulo Roberto e Araos. O lateral, pivô de polêmica nos dias antes do jogo, saiu vaiado.

Melhor em campo, o Flamengo seguia na pressão. Aos 37 minutos, Arão cruzou, Paulo Roberto cortou e  Diego chutou novamente. O lateral-direito travou mais uma vez a finalização flamenguista. Os cariocas seguiram insistindo nas jogadas aéreas, mas contra um Corinthians todo recuado, o Rubro-Negro não conseguiu balançar as redes.

Ficha técnica: 

Flamengo - Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar, Diego e Lucas Paquetá (Willian Arão); Éverton Ribeiro; Uribe (Henrique Dourado) e Vitinho (Lincoln). Técnico: Maurício Barbieri.

Corinthians - Cássio; Fagner (Paulo Roberto), Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Gabriel (Araos), Douglas, Jadson e Clayson (Matheus Vital); Ángel Romero. Técnico: Jair Ventura.

Cartão amarelo - Douglas (Corinthians).

Árbitro - Braulio da Silva Machado (AB/SC).

Público - 53.303 torcedores.

Renda - 2.395.595,00.

Veja Mais