Corinthians atropela o Deportivo Lara e garante a classificação

Com três gols de Jadson, o alvinegro paulista confirmou a sua vaga às oitavas de final

18/05/2018 - 00:04 - Atualizado em 18/05/2018 - 00:11

Noite alvinegra na Venezuela: foram sete gols contra a frágil equipe venezuelana e a vaga na bagagem
(Foto: Luiz Robayo/AFP) 

Em uma das partidas mais tranquilas do Corinthians na temporada, o time do técnico Fábio Carille goleou o Deportivo Lara por 7 a 2 nesta quinta (17), em Cabudare, na Venezuela, pela quinta rodada do Grupo G, e com 10 pontos garantiu a classificação antecipada às oitavas de final da Copa Libertadores. O destaque da partida foi o meia Jadson, autor de três gols. O paraguaio Romero ainda fez um golaço de voleio.

Antes do jogo, Fábio Carille e seus comandados tinham a preocupação com a condição do gramado e a possível pressão da torcida. Mas o temor deu lugar à tranquilidade logo nos primeiros minutos de partida. A disparidade técnica entre as equipes era algo gritante. O Corinthians sobrava e tocava a bola sem dificuldades, diante de um adversário perdido e que parecia não saber como evitar a ofensividade do adversário.

Assim, o Corinthians abriu o placar logo aos 10 minutos. Pedrinho partiu em velocidade e passou para Jadson dominar, cortar a marcação e de dentro da área bater sem chances para o goleiro. A bola ainda bateu na trave antes de morrer no fundo do gol.

Mantendo o ritmo de treino, não demorou para os brasileiros ampliarem a vantagem. Aos 27 minutos, Rodriguinho foi derrubado dentro da área por Anzola. Logo depois do árbitro marcar o pênalti, um torcedor arremessou um objeto no gramado - parecia ser uma garrafa de vidro - e os estilhaços acertaram o goleiro Curiel, do Deportivo Lara. Após quatro minutos de paralisação, a partida foi reiniciada, Jadson bateu com categoria e marcou o seu segundo gol na partida.

Dos seis gols marcados pelo Corinthians na Libertadores até aquele momento, quatro foram de Jadson. Parecia que seria uma vitória fácil e com possibilidade de goleada, mas o placar fez o time de Fábio Carille relaxar e pagar caro por isso. O Deportivo Lara saiu do campo de defesa e resolveu se aventurar na área de Cássio. Relaxado, o clube brasileiro só olhava e parecia não acreditar que o adversário pudesse fazer algo que o ameaçasse. Até que Reyes recebeu pela direita e acertou um forte chute, surpreendendo o goleiro corintiano.

No segundo tempo, o ritmo da partida voltou ao que foi os minutos iniciais. Domínio total do Corinthians. E logo aos seis minutos, Jadson tratou de garantir a noite inspirada e a vitória. Sidcley partiu pela esquerda e cruzou. O meia pegou de primeira e marcou um belo gol.

A partida seguia normalmente quando torcedores do Deportivo Lara voltaram a jogar objetos no gramado, desta vez em direção a Cássio. O jogo precisou ficar paralisado por 12 minutos, até que o árbitro uruguaio Andrés Cunha sentisse segurança para o reinício da partida.

Quando a bola voltou a rolar, o Corinthians ampliou a vantagem. Pedrinho tocou para Sidcley, que chegou livre na área e bateu firme para marcar o quarto gol corintiano. E, novamente, o time brasileiro relaxou e como punição levou mais um gol. Reyes chutou errado e a bola sobrou para Hernández bater firme e diminuir o resultado.

E deu tempo de virar goleada. Aos 40 minutos, Mantuan levou pela direita e cruzou para Romero dar um belo voleio e marcar o quinto gol corintiano. Mesmo com a larga vantagem, o Corinthians continuou em cima e ampliou a vantagem Júnior Dutra, por duas vezes. Na primeira, sem marcação, o atacante saiu na cara do gol bateu cruzado e fechou o placar. Logo em seguida, aproveitou rebote do goleiro e fez o sétimo.


Adeus de Carille? 

Assediado pelo Al Hilal, da Arábia Saudita, o técnico Fábio Carille se esquivou das perguntas sobre a sua possível saída do clube. Disse que terá uma conversa com a diretoria coritiana na próxima segunda-feira (21) para discutir o assunto. Questionado por um repórter, que lembrou que o treinador, certa vez, disse que não sairia do clube nem "por uma caminhão de dinheiro", Carille levou na esportiva. "Com um caminhão eu não saio, mas com dois eu posso pensar", brincou. 

Ficha técnica 

Deportivo Lara 2: Curiel; Anzola, Di Giorgi, Mendoza e Carrillo; Andreutti (Cardozo), Sierra, Soto (Valderrey)(Vargas), Pedro Ramírez e Reyes; Hernández. Técnico: Leonardo González.

Corinthians 7 : Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon (Paulo Roberto); Jadson (Júnior Dutra), Rodriguinho, Pedrinho (Mateus Vital) e Romero. Técnico: Fábio Carille.

Gols: Jadson, aos 10 e aos 31 (pênalti), e Reyes, aos 45 minutos do primeiro tempo; Jadson, aos 7, Sidcley, aos 24, Hernández, aos 32, Romero, aos 40, e Júnior Dutra, aos 53 e aos 56 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Di Giorgi, Andreutti e Carrillo (Deportivo Lara).

Árbitro: Andrés Cunha (Fifa/Uruguai).

Renda e público: Não disponíveis.

Local: Estádio Metropolitano de Lara, em Cabudare (Venezuela).

Veja Mais