Cássio espera que não haja novo desmanche no Corinthians

Goleiro acredita que a diretoria não deve deixar acontecer o mesmo que em 2015

23/11/2017 - 17:30 - Atualizado em 23/11/2017 - 17:46

Cássio viu equipe se desmanchar após o título do Brasileirão em 2015 (Foto: Mauro Horita/AGIF/FolhaPress)

O temor de alguns torcedores do Corinthians é que a equipe passe pelo mesmo problema ocorrido em 2015, quando foi campeão brasileiro. Os jogadores ficam valorizados, despertam o interesse de clubes do exterior e um desmanche acontece. Para o goleiro Cássio, que viveu aquele momento, mas permaneceu apesar de propostas, acredita que o futuro será diferente.

"Acho que um dos temores de alguns torcedores do Corinthians é que a equipe passe pelo mesmo problema ocorrido em 2015, quando foi campeão brasileiro. Os jogadores ficam valorizados, despertam o interesse de clubes do exterior e um desmanche acontece. Para o goleiro Cássio, que viveu aquele momento, mas permaneceu apesar de propostas, acredita que o futuro será diferente.

"Acho que tem muitos jogadores com condições de sair, mas creio que a diretoria fará de tudo para segurar os jogadores. O Corinthians não segura os jogadores no sentido de impedir ou atrapalhar a carreira. Se quiserem sair, vão sair, mas ainda assim, o (técnico Fábio) Carille deve estar pensando nisso. Temos uma equipe de desenvolvimento para montar um grande time", comentou o goleiro.

Cássio ainda comparou o momento daquele time comandado pelo técnico Tite e que perdeu 16 jogadores para o atual elenco. "Naquela época, eu me recordo que era até engraçado, pois a gente não sabia. A gente estava treinando e os jogadores sendo vendidos. O desmanche começou logo no início do ano e é difícil remontar. Hoje qualquer jogador sabe a parte tática, como defender e atacar. Quanto menos jogadores saírem, melhor para a gente fazer uma boa temporada", completou.

No momento, o nome mais certo para deixar o clube é o lateral-esquerdo Guilherme Arana, que está de partida para o Sevilla, da Espanha. O zagueiro Pablo, o volante Maycon e o atacante Jô também não têm presença assegurada na equipe para o ano que vem.s jogadores com condições de sair, mas creio que a diretoria fará de tudo para segurar os jogadores. O Corinthians não segura os jogadores no sentido de impedir ou atrapalhar a carreira. Se quiserem sair, vão sair, mas ainda assim, o (técnico Fábio) Carille deve estar pensando nisso. Temos uma equipe de desenvolvimento para montar um grande time", comentou o goleiro.

Cássio ainda comparou o momento daquele time comandado pelo técnico Tite e que perdeu 16 jogadores para o atual elenco. "Naquela época, eu me recordo que era até engraçado, pois a gente não sabia. A gente estava treinando e os jogadores sendo vendidos. O desmanche começou logo no início do ano e é difícil remontar. Hoje qualquer jogador sabe a parte tática, como defender e atacar. Quanto menos jogadores saírem, melhor para a gente fazer uma boa temporada", completou.

No momento, o nome mais certo para deixar o clube é o lateral-esquerdo Guilherme Arana, que está de partida para o Sevilla, da Espanha. O zagueiro Pablo, o volante Maycon e o atacante Jô também não têm presença assegurada na equipe para o ano que vem.

Veja Mais