México vence Coreia do Sul por 2 a 1, se classifica e leva torcida ao delírio

Mexicanos somam seis pontos em dois jogos e se garantem nas oitavas da Copa da Rússia

23/06/2018 - 14:00 - Atualizado em 23/06/2018 - 17:49

Seleção do México é líder do grupo F (Foto: Khaled Desouki/AFP)

Juan Carlos Osório conseguiu afastar toda a desconfiança que estava sobre seus ombros ao vencer a Coreia do Sul por 2 a 1 e classificar a seleção mexicana para as oitavas de final da Copa do Mundo de forma antecipada. Carlos Vela e Chicharito Hernadez marcaram os gols dos sul-americanos e Son o dos coreanos. A partida aconteceu na tarde deste sábado (23), na Arena de Rostov. Com este resultado, os coreanos estão virtualmente eliminados do Mundial da Rússia. 

O México controlou as ações da primeira etapa e soube lidar com seu adversário, que jogou de forma diferente da Alemanha, até tomar o primeiro gol. A esquadra de Osório conseguiu propor o jogo no começo da etapa e arranjou um pênalti, que abriu o placar e mudou o jogo. O gol marcado por Vela, fez a Coreia se lançar ao ataque e colocou os mexicanos no esquema em que eles gostam de jogar: o contra-ataque. 

> Veja a classificação do Mundial

Na segunda etapa, os sul-americanos aumentaram a vantagem do marcador numa jogada veloz do 11 Mexicano, que caiu nos pés de Chicharito e foi finalizada de forma categórica por ele. Um corte no zagueiro adversário e um chute sem chances para o goleiro

A próxima partida da seleção mexicana será contra a Suécia, na quarta-feira (27), às 11 horas, na Arena de Ekaterimburgo. Os coreanos vão encarar a atual campeã do mundo (Alemanha), na Arena Kazan, no mesmo dia e horário.

Resumão

Os torcedores mexicanos começaram a partida com muita alegria. Com menos de um minuto de jogo, mesmo com o placar estando empatado, ouvia-se gritos de "olé" a cada toque da sua seleção na bola.

O México veio embalado pela vitória contra a Alemanha, mas foi a Coréia quem levou perigo primeiro. Aos 10 minutos, Lee Yong chutou forte na direção de Ochoa, mas Gallardo surgiu na sua frente e impediu a finalização.

Depois, quando o relógio marcava 21, Son teve três chances numa única vez. Ele foi lançado em velocidade e entrou na área sem marcação. Lá, ele chutou duas vezes, mas a zaga mexicana se atirou na frente em ambas. Na última oportunidade, a bola acabou indo para escanteio.

A terceira chance dos coreanos foi logo na sequência e foi a que chegou mais perto da abertura do placar. Após cobrança de escanteio,  Ki Sung-Yueng subiu e cabeceou firme. Ochoa fez bela defesa e impediu o gol.

Quem não faz?

Aconteceu exatamente o que o velho ditado do futebol diz. De tanto errar, a Coreia do Sul tomou um gol. E ele veio de pênalti. Carlos Vela foi o autor do tento.

Guardado chegou pela esquerda e cruzou para área. A bola bateu na mão de Jang Hyun-Soo, que se lançou no carrinho para impedir a jogada, e o árbitro não teve dúvida nenhuma para marcar a falta. Foi a 14ª penalidade da Copa do Mundo da Rússia.

Depois abrir o placar da Arena Rostov, o México começou a fazer o mesmo método de jogo que foi usado contra a Alemanha e acabou dando certo. Dar a bola para o adversário e jogar por uma bola.

Como precisava da vitória, pois perdeu o primeiro jogo, os coreanos se lançaram ao ataque e criaram mais duas chances de perigo no minutos finais da primeira etapa. Ambas com Son. A primeira foi de falta, aos 30 minutos. Na segunda, oito minutos depois, o goleiro Ochoa saiu do gol e evitou que ele pegasse o lançamento.

Comemoração de Javier Hernandez ao final da partida (Foto: Pascal Guyot/AFP)

No segundo tempo, os mexicanos que começaram atacar. Aos 5 minutos, Vela tocou em velocidade para Chicharito, que tentou chutar de fora área, mas ele mandou por cima do travessão. Oito minutos depois o goleiro coreano, Hyeon-Woo, fez bela defesa no chute de Guardado.

A seleção de Osório se manteve o tempo todo armada para o contra-ataque e acabou conseguindo cumprir seu objetivo, aos 20 minutos. Lozano pegou a bola no meio campo e foi com muita rapidez para o ataque. Ele tocou para Chicharito, que entrou na área e deu um belo corte no zagueiro antes de chutar no gol e marcar.

ver galeria
1/3

Rafa Marquez quase entregou o ouro e pôs fogo no jogo aos 31 minutos do segundo tempo. O mais experiente do elenco recuou errado para o goleiro Ochoa, mas o ataque coreano demorou para chutar e deu chance para os zagueiros se reorganizarem.

A Coreia do Sul seguiu fazendo pressão nos mexicanos, mas nada dava resultado.

Até que, aos 47 minutos, Son recebeu passe na entrada da área, cortou para esquerda e chutou colocado no ângulo, sem chances para o goleiro mexicano.

Ficha técnica:

COREIA DO SUL:Cho Hyun-Woo; Lee Yong, Jang Hyun-Soo, Kim Young-Gwon e Kim Min-Woo (Hong Chul); Ju Se-Jong (Lee Seung-Woo) e Ki Sung-Yueng; Moon Seon-Min (Jung Woo-Young), Lee Jae-Sung e Hwang Hee-Chan; Son Heung-Min. T.: Shin Tae-Yong

MÉXICO: Ochoa; Álvarez, Salcedo, Moreno e Gallardo; Layún, Herrera, Guardado (Rafa Márquez) e Lozano (Corona); Vela (Giovani dos Santos) e Chicharito. T.: Juan Carlos Osorio

Gols: Vela (M), aos 25min do 1º tempo; Chicharito (M), aos 21min, e Son Heung-Min (C), aos 47min do 2º

Cartões amarelos: Kim Young-Gwon, Lee Yong, Lee Seung-Woo e Jung Woo-Young (C)

Local: Rostov Arena, em Rostov

Juiz: Milorad Mazic (Sérvia)

Veja Mais