Alemanha vence no sufoco e fica mais perto das oitavas de final

Com gol de Tony Kroos aos 49 do segundo tempo, atual campeã do mundo precisa passar pela Coreia do Sul

23/06/2018 - 16:49 - Atualizado em 23/06/2018 - 17:53

Tony Kroos fez gol que aliviou situação crítica da Alemanha na Copa do Mundo (Foto: Odd Andersen/AFP)

A Alemanha venceu a Suécia neste sábado (23), por 2 a 1, nos acréscimos e evitou um cenário caótico de eliminação na primeira fase para a atual campeã da Copa do Mundo. O gol do alívio saiu aos 49 minutos do segundo tempo, em falta cobrada por Tony Kroos. Com o resultado, o time de Joaquim Löw depende apenas de si para garantir a vaga nas oitavas de final do mundial.

>Veja a classificação do Mundial

Primeiro Tempo

O primeiro tempo foi mais disputado do que se esperava. Nos quinze minutos iniciais, a Alemanha tomou a iniciativa do jogo. Com duas linhas de quatro marcadores bem compactadas, a Suécia tentava se defender como podia do ataque germânico.

Apesar da aplicação tática dos nórdicos, a Alemanha teve sua primeira oportunidade de tirar o zero do placar logo aos dois minutos de jogo. Em jogada pela direita, Timo Werner ganhou disputa do zagueiro sueco, cabeceou para Draxler, que chutou, mas o goleiro Olsen defendeu. 

As jogadas ofensivas da Seleção da Suécia saíam de contra-ataques puxados por Forsberg, camisa 10, e pelo centro-avante Berg. Este foi pivô da jogada mais polêmica da partida, aos 12 minutos. Ao receber no meio de campo, o número 9 do time auriazul se viu frente a frente do goleiro Neuer. Quando foi chutar, foi calçado por Boateng. Nem o juiz, tampouco o VAR assinalaram a falta dentro área. Pênalti não marcado.

Mas o trunfo dos suecos viria aos 32 minutos da primeira etapa. Tony Kroos, em raro momento de distração, errou um passe no meio de campo, Toinoven recebeu na frente, matou no peito, venceu a disputa com Rüdiger e deu um toque que encobriu o goleiro Neuer. 1 a 0 Suécia. O placar eliminaria os alemães.

E poderia ser pior se Claesson não perdesse a chance de ampliar, após receber passe de Forsberg e não chutar ao gol, e sim tentar driblar o zagueiro.

Reus marcou seu primeiro gol em uma Copa do Mundo
(Foto: 
Odd Andersen/AFP)

Segundo Tempo

Se no primeiro tempo a Alemanha saiu no prejuízo, na segunda etapa os alvinegros começaram com tudo. Logo aos cinco minutos, em bola que sobrou para a área, Marco Reus empatou o jogo. Foi o primeiro gol dele em uma Copa do Mundo, já que em 2014 o meia do Borussia Dortmunnd se machucou às vésperas do mundial. Deu 1 a 1! Alemanha conseguia se garantir até a última rodada, na competição.

A partir daí, o jogo ficou aberto. A Suécia abandonou sua rigorosa disciplina tática defensiva e subiu sua marcação. Já a Alemanha, guiada por Reus, melhorou e passou a tocar mais a bola e chegar mais vezes no ataque.

>Confira a tabela dos jogos

A pressão da Alemanha se estabeleceu no decorrer do jogo e os suecos voltaram a apostar em contra-ataques. Aos 10 minutos, Hector dominou dentro da área e chutou para a boa defesa do goleiro Oslen encaixou. 

Porém, as equipes foram perdendo o vigor e se cansaram. Por causa disso, as oportunidades se tornaram mais raras. O desespero alemão fez com que o time investisse mais em bolas na área a partir dos 30 minutos. E o que já estava ruim, piorou. Boateng fez falta em Berg, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso.

O empate contra os suecos deixaria a Alemanha muito perto da eliminação. Isso porque a equipe de Joaquim Löw não dependeria mais dela para ir às oitavas de final. Os germânicos precisariam vencer a Coreia do Sul, na próxima quarta-feira (27), às 11h e deveriam torcer para que haja um vencedor no confronto entre México e Suécia, que jogarão simultaneamente à atual campeã do mundo. Um empate entre latinos e nórdicos seria o suficiente para tirar o time de Tony Kroos da Copa do Mundo.

Mas uma falta a favor da Alemanha no lado direito da área sueca mudaria tudo. Aos 49 minutos do segundo tempo, Tony Kroos fez uma cobrança magistral no ângulo esquerdo do goleiro Olsen e deu a vitória aos alemães, que agora estão vivos na competição. Dependem apenas de si para sacramentarem a classificação. 

Se passarem, os alemães podem enfrentar a Seleção brasileira nas oitavas de final.

Veja Mais