Era uma vez uma história de doação e sorrisos

Leitores de Luz leem e encenam e debatem textos em sala de aula

11/10/2018 - 19:44 - Atualizado em 11/10/2018 - 19:54

Conto de fadas de Branca de Neve foi apresentado, em peça teatral do projeto (Foto: Irandy Ribas/AT)

Muitos na sala já contaram a história da menina de cabelos negros e pele branca como a neve para os filhos ou netos. Alguns conseguem lembrar o ar de mistério com o qual encenavam a parte em que a jovem morde a maçã envenenada. Outros não recordam mais.

Porém, quando os papéis praticamente se invertem e adolescentes dão vida ao conto dos irmãos Grimm, no Solar Pérola do Atlântico – uma residência de idosos no Embaré, em Santos–,o público se emociona.

De alguma forma, a história toca o coração de cada idoso. Talvez nem tanto pelo enredo, mas porque está sendo contada, com todo carinho, só para eles. A peça, baseada no conto de fadas de Branca de Neve, foi interpretada por adolescentes do 9º ano do Colégio Novo Tempo e faz parte do projeto Leitores de Luz.

 Desde 2013, as atividades transcorrem em parceria com o Rotary Club, e alunos de todas as classes participam. Primeiro, eles se apropriam de variados textos para, depois, os compartilharem em creches, asilos e orfanatos.

Como se faz

Any Carolina Ribeiro da Silva, psicóloga escolar do Colégio Novo Tempo e responsável pelo desenvolvimento do projeto, explica que as atividades conseguem alcançar objetivos distintos, ambos importantes.

Um é incentivar a leitura e, de texto em texto, desenvolver nos alunos o prazer e o hábito de ler. Antes de cada visita, os alunos leem contos, poesias,crônicas, histórias ou lendas. Depois, eles ainda realizam atividades em sala de aula e, só depois disso, começam a pensar em como compartilhar o conteúdo. “Hoje, com os mais velhos, escolhemos uma peça. No semestre passado, foram alunos mais novos que fizeram contação de histórias. Avaliamos o que é mais adequado para a sala que fará e, também, para o local visitado”, lembraAny.

A saga do herói

 O Leitores de Luz desperta,ainda, o herói que existe nos estudantes, fazendo com que a ação de doar parte do tempo para ler ou encenar para o outro salve o dia ou o sorriso de alguém. “Na escola,valorizamos muito o trabalho voluntário, a força de se fazer o bem”, conta a psicóloga escolar. E, no fim de cada leitura ou peça, tanto os alunos quanto o público sabem que o dia, pelo menos aquele, realmente foi salvo.

“Eu adorei. É sempre uma alegria para nós eles estarem aqui. O ambiente fica tão mais alegre... Eles são muito divertidos!", conta Maria da Glória Marques dos Anjos, de 93 anos. Para Ilma Régio Madureira, de 83 anos, ter um tempo com os jovens é um momento precioso porque os estudantes estãosededicandoparaproporcionarumatardefelizaosmoradoresdolocal.

Outros idosos nem precisam de palavras para definira importância da queles instantes.Os sorrisos,o olhar atento e as palmas que, vez ou outra, acompanham canções, são também uma maneira de traduzir o que sentem.

Quem é? Projeto Leitores de Luz

Oque é? Em parceria como Rotary Club, são ações de incentivo à leitura para alunos do Colégio Novo Tempo. Depois de lerem e debaterem textos em sala de aula, os estudantes os compartilham– com contação de história ou peças – com crianças e idosos de creches, orfanatos e asilos.Alunos de todas as classes participam.

Onde é? Rua Benjamim Constant, 50, Embaré. Telefone: 3473-9880

 

Veja Mais