Upcycling: técnica dá novas funções para objetos já não utilizados

No processo é possível dar vida a inúmeros itens, sem alterar as características essenciais do produto

28/07/2018 - 15:43 - Atualizado em 28/07/2018 - 15:43

Na supraciclagem, matéria-prima não sofre modificações
na sua essência (Foto: Divulgação)

Uma latinha de refrigerante, um pedaço de cerca, uma catraca de bicicleta, ou até mesmo um cabide antigo. Objetos que muitas vezes poderiam ser descartados no meio ambiente, por aparentemente não possuírem nenhuma serventia, passam por um processo de recuperação nas mãos da jornalista Chrystianne Leite Pimentel, de 54 anos, que os transforma em itens de decoração para lá de criativos. 

No processo, conhecido como upcycling (supraciclagem), é possível, segundo a jornalista, dar vida a inúmeros itens, sem alterar as características essenciais do produto. 

“Na reciclagem, você pega o material usado na fabricação de um produto, processa esse material e o transforma num novo item, com características semelhantes ao anterior. Já na supraciclagem, a matéria-prima não sofre modificações na sua essência, por isso, o impacto ambiental é bem menor”. 

O interesse pela recuperação de produtos surgiu há cerca de 20 anos. Ao lado do marido, Paulo Cezar Cardozo de Oliveira, 54 anos, a jornalista conta já ter criado ao menos 300 peças utilizando a técnica. Da garimpagem, que se transformou em uma verdadeira paixão, surgiram luminárias, quadros, itens de decoração e até mesmo armários desenvolvidos com janelas que haviam sido descartadas em uma caçamba.  

Casal já desenvolveu mais de 300 peças nos últimos 20 
anos utilizando a técnica (Foto: Divulgação)

“É muito divertido e recompensador ver algo que ia para o lixo se transformar em uma peça útil, nova e, em geral, bonita também. Nosso apartamento tem dezenas de peças upcycled”, conta a jornalista, que após desenvolver peças para uso próprio, passou a comercializar alguns dos itens criados em sua oficina. 

“Durante muito tempo, fazíamos para nós mesmos. Depois, a pedidos, começamos a fazer para amigos e, há mais ou menos um ano, passamos a comercializar nossas peças. Não é uma super produção, porque é impossível fazer uma peça exatamente igual à outra. Tudo exige muita garimpagem. Estamos sempre de olho no lixo alheio e vira-e-mexe aceitamos doações”. 

A mais recente, segundo conta, foi uma caixa cheia de esmaltes vencidos que seriam descartados. Com o material, alguns quadros foram pintados e já passaram a integrar a decoração da residência do casal. “Achei que não ia usar tão cedo, mas já usei”, comenta. 

Olhar criativo 

Quem também é adepta do processo é a designer de interiores e técnica em edificações Marcia Debski, que escreve para o blog Design & Decor, de A Tribuna On-Line. Um de seus trabalhos mais recentes usando a técnica foi desenvolvido para uma loja de roupas em Santos.

No espaço, araras, luminárias e molduras de espelho foram criadas e confeccionadas com o uso de tubos de aço galvanizados, usados na construção civil para proteção de fiação elétrica.  

Loja em Santos ganhou araras, luminárias e molduras com o reaproveitamento de material (Foto: Divulgação)

“O resultado ficou sensacional. Através de um olhar criativo, as possibilidades são inúmeras na transformação de peças”, comenta a designer, que já utilizou a técnica para criar luminárias com filtro de café usados, bolsas e carteiras com sacos de cimento usado, sofás com lona de caminhão, entre outros itens. 

“Vejo o upcycling como uma janela de possibilidades infinitas. Sua intenção é trazer com criatividade um novo e melhor propósito para um material que seria descartado sem degradar a sua qualidade e composição”, comenta, lembrando que um item que passou pelo processo de upcycling normalmente possui uma qualidade igual ou melhor que a de seu original. “Por isso, traz um valor agregado que o faz valer mais que o original”, finaliza.

Abaixo, confira uma galeria de fotos com alguns dos objetos criados pela jornalista Chrystianne Leite e pela designer Marcia Debski: 

ver galeria
1/10
 

LEIA MAIS

<