Segurança no SAI terá o reforço de 16 câmeras inteligentes em novembro

Além dos novos equipamentos, rodovias também terão aumento do efetivo policial

26/09/2016 - 10:26 - Atualizado em 26/09/2016 - 10:26

Novas câmeras custaram R$ 3 milhões e serão operadas pela Polícia Rodoviária (Foto: Carlos Nogueira)

Os primeiros testes feitos com uma das 16 câmeras coreanas “inteligentes”, que serão instaladas nas rodovias do Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), foram considerados positivos. A novidade, que será operada pela polícia e tem previsão para entrar em funcionamento em 1º de novembro, chega com a promessa do aumento do efetivo de policiais militares rodoviários estaduais, para incrementar a segurança no SAI. 

 

Quem garante é o comandante da 1ª Companhia do 1º Batalhão de Polícia Rodoviária, capitão PM César Rossignoli. Ele não fala em números, mas o reforço deve chegar após a formatura dos 5.234 militares que estão sendo preparados na Academia da Polícia Militar.

Atualmente, segundo Rossignoli, o contingente é de cerca de 500 policiais militares (250 no Planalto e 250 na Baixada), distribuídos ao longo do SAI, composto por Anchieta, Imigrantes, Domênico Rangoni, Padre Manuel da Nóbrega e interligações.

O objetivo é apertar o cerco e tentar reduzir os números da criminalidade em trechos específicos dos 175 quilômetros de estradas do SAI. Segundo dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública, somente entre janeiro e maio deste ano, 327 roubos foram registrados no sistema. Há, ainda, registros de tentativas de assaltos, arrastões e mortes.

Testes 

Na semana passada, A Tribuna acompanhou com exclusividade, mais uma etapa da fase de avaliações, no Centro de Controle e Operações (CCO), da Ecovias, e constatou que a câmera inteligente é capaz de rastrear e detectar minunciosamente movimentos considerados estranhos ao trecho da rodovia onde esteja operando. 

“A câmera detecta com precisão pessoas, veículos ou objetos que não estejam em acordo com a normalidade para a rodovia. Se isso ocorre, é gerado alerta especial (sonoro e visual)”, explicou Danyel Machado Nunes, coordenador de tráfego da Ecovias. 

Mesmo após instaladas, as 16 câmeras inteligentes da Ecovias não terão seus posicionamentos nas rodovias revelados. 

Outras medidas já adotadas 

Além da novidade das câmeras, outras medidas de apoio ao trabalho da Polícia Militar Rodoviária já vêm sendo implantadas desde o ano passado, pela Ecovias, com destaque para a construção de muros e telas em trechos específicos do SAI. 

“Mantemos contato ininterrupto com a Polícia Militar no repasse de informações, até para auxiliar nas ações. Além disso, implantamos muros e telas e fizemos melhorias na iluminação. Estes foram implantados principalmente em trechos das rodovias na Baixada Santista”. 

Para coibir ações de criminosos que agem no SAI, a empresa também instalou barreiras de concreto e cercas vivas em canteiros centrais. 

Estas medidas, além do combate ao crime, visam impedir que pessoas cruzem alguns trechos da rodovia, colocando suas vidas em risco.

Veja Mais