São Vicente anuncia início de cursos de qualificação gratuita para jovens

Iniciativa do governo estadual estimula formação em atividades de economia criativa

25/09/2017 - 15:05 - Atualizado em 25/09/2017 - 15:34

No dia em que as unidades de saúde na Vila Margarida, em São Vicente, retomaram o atendimento ao público, após terem sido fechadas por falta de segurança, na última sexta-feira (22), o prefeito de São Vicente, Pedro Gouvêa, anunciou o início de um novo modelo de formação profissional que será oferecido gratuitamente no Município. 

Trata-se da Escola de Técnicas de Economia Criativa (Etecri), do Programa Via Rápida, desenvolvido pelo Governo do Estado. Na Cidade, três unidades oferecerão cursos gratuitos a jovens com mais de 16 anos. Uma delas funcionará no antigo prédio do Tripulantes do Futuro, também na Vila Margarida. O objetivo da formação, de curta duração, é estimular o desenvolvimento criativo de jovens e adultos em situação de vulnerabilidade social. 

Segundo o prefeito, mesmo com o reforço do policiamento no entorno das unidades de saúde, é preciso investir em outros setores, entre eles a educação. “Não é só colocar polícia na rua, é preciso investir na educação e em programas sociais”, afirmou.

No Município, segundo apurado pela Reportagem, os cursos também serão oferecidos em outros dois endereços: no México 70 e na região Central da Cidade. De acordo com informações da Prefeitura, serão abertas 1,2 mil vagas por ano. 

Os cursos disponíveis para a unidade de São Vicente são: práticas em mídias digitais, técnicas de web design, técnicas de design de moda, recreacionista, vitrinista, grafite e food styling (atividade voltada a tornar um alimento visualmente atraente e registrá-lo em imagens).  

O lançamento do programa está previsto para ocorrer nesta quarta-feira (27), quando será firmado oficialmente um convênio com o Governo do Estado. 

Educadores participaram do primeiro encontro promovido pelo Instituto Ayrton Senna (Foto: Carlos Nogueira/AT)

Ayrton Senna 

Também tiveram início nesta segunda-feira os primeiros encontros da parceria firmada pelo Município com o Instituto Ayrton Senna. O convênio prevê um reforço na qualificação dos profissionais que atuam em escolas da rede pública da Cidade. 

Com o projeto, a Administração Municipal espera melhorar o processo de alfabetização nas escolas da rede municipal. No País, mais da metade das crianças matriculadas no 3º ano do Ensino Fundamental não está corretamente alfabetizada, o que impede sua progressão nos estudos, provocando atraso e evasão escolar nos anos subsequentes. 

Para devolver a essas crianças a autoestima e a oportunidade de seguir em frente, o instituto desenvolveu, em parceria com milhares de gestores e educadores, esta proposta de alfabetização para alunos em estado de defasagem idade-série matriculados 3º ao 5º ano do ensino fundamental.

*Com informações de Rogério Stonoga

Veja Mais