'Rei' das festas juninas, milho ajuda a prevenir doenças do coração

Cereal é fonte de fibras, vitaminas e minerais. Veja receitas com o alimento para fazer o ano todo

17/06/2018 - 08:40 - Atualizado em 17/06/2018 - 08:40

O milho verde é um dos ingredientes que mais se destacam durante os festejos juninos. In natura ou transformado em receitas que fazem sucesso o ano todo, o cereal é fonte de fibras, vitaminas e minerais. 

Entre os benefícios presentes no alimento, estão as vitaminas do complexo B, que ajudam a evitar a fadiga e o zinco, importantes para o sistema imunológico. "Cem gramas de milho têm em torno de 90, 95 calorias. Se consumido regularmente, o milho pode ajudar a prevenir doenças do coração", explica a nutricionista Angélica Cróccia.

Para garantir todos os benefícios do alimento, o ideal é evitar a versão em lata, que pode conter alto teor de sódio. "A melhor opção é sempre a versão natural, que pode ser a própria espiga cozida, ou os grãos em embalagens a vácuo ou congeladas".

O milho é versátil e é encontrado em várias versões como farinha, fubá, flocos, milho de pipoca... Os nutrientes, independente da forma como ele é utilizado, se mantêm. "As propriedades nos derivados do milho podem ser encontradas da mesma maneira, às vezes até de forma mais concentrada, como em um cural ou pamonha. Dá para utilizar todos os derivados do milho de maneira bem gostosa e nutritiva", garante a nutricionista.

Tudo é aproveitado

O 'cabelo' do milho tem algumas propriedades diuréticas e até mesmo antissépticas. Para ter proveito dos benefícios, pode ser preparada uma bebida, como um chá, que ajuda a reduzir sintomas relacionados à infecção urinária. "Também ajuda a desinchar e combater dores articulares, porque tem propriedades antinflamatórias", diz Angélica.

A casca também é rica em nutrientes, vitaminas do complexo B, zinco, ferro e potássio. "Por conta da quantidade de fibras, a casca pode não ficar muito agradável em algumas preparações, mas, quando consumida, também pode ajudar a controlar açúcares e gorduras no sangue".

Casca do milho também é rica em nutrientes, afirma especialista (Foto: Agência Paraná/Fotos Públicas/

Sem glúten

Os celíacos, ou seja, quem tem intolerância ao glúten, podem consumir o alimento despreocupados. As grávidas também, já que contém ácido fólico, importante para metabolizar o DNA e proteínas. Mas, como todo alimento, apesar dos benefícios, o milho deve ser consumido com moderação.

"Ele tem alta quantidade de carboidrato. Pacientes com diverticulite (inflamação do trato digestivo), por exemplo, e não podem ingerir excesso de fibras, devem evitar o consumo. As próprias fibras podem ser benéficas para quem tem prisão de ventre, já que que elas ajudam no efeito laxativo".

Confira receitas do Blog Boa Mesa que têm o milho como ingrediente principal:

Veja Mais