Redes sociais anunciam medidas contra a violência

Ação visa combater informações falsas que estimulem o comportamento agressivo

21/07/2018 - 11:00 - Atualizado em 21/07/2018 - 11:00

Facebook e Instagram apagarão publicações e o
WhatsApp limitará o encaminhamento de mensagens

Três das redes sociais mais utilizadas no mundo anunciaram novas medidas para combater a disseminação de informações falsas que estimulem a violência. O Facebook e o Instagram apagarão publicações do tipo, e o WhatsApp limitará o encaminhamento de mensagens.

 

Diante dos ataques contra minorias étnicas no Sri Lanka, em Mianmar e na Índia por conta de rumores espalhados pelo Facebook, a empresa de Mark Zuckerberg decidiu que irá apagar postagens que possam incitar violência física. Até agora, a rede social somente diminuía a distribuição desses posts, sem tirá-los do ar.

“Identificamos que há um tipo de desinformação que é compartilhada em alguns países, que podem incitar tensões e causar danos físicos no mundo real. Temos uma ampla responsabilidade não só de reduzir esse tipo de conteúdo, mas de removê-lo”, disse a gerente de produtos do Facebook, Tessa Lyons, ao jornal norte-americano The New York Times.

O Instagram, de propriedade do Facebook, também passará a contar com exclusão de publicações com informações falsas que possam resultar em violência física.

casos

O Brasil teve um caso do tipo dos que serão banidos, aqui na Baixada Santista. Em maio de 2014, Fabiane Maria de Jesus, de 33 anos, morreu ao ser espancada no Morrinhos, em Guarujá, após ter sido confundida com a mulher de uma foto amplamente compartilhada no Facebook, apontada como sequestradora de crianças para rituais de magia negra


Limite de reenvios

No WhatsApp, como a empresa diz não ter acesso ao conteúdo das mensagens trocadas, a solução é reduzir o número máximo de encaminhamentos permitido. Em comunicado, o WhatsApp informou estar testando o limite de reenvios, mas não informou uma quantidade.

Na Índia, país onde os usuários mais repassam mensagens, fotos e vídeos no mundo, o máximo serão cinco encaminhamentos por vez. Ao site internacional Recode, o WhatsApp disse que, globalmente, o limite será de 20 reenvios. Hoje em dia, é possível repassar mensagens para 250 contatos.

Opiniões

O professor de mídias sociais digitais da Escola Belas Artes, Tiago Souza, diz que a exclusão de posts que levem à violência “é uma ideia boa e necessária”.

“Uma coisa é a liberdade de expressão e outra é a incitação da violência, do ódio e do racismo. É importante as empresas fazerem esse tipo de limitação para tentar diminuir atos que não são legais para a sociedade”.

O especialista em redes sociais e professor da Esamc Santos, Renato Melo, observa que, desde o escândalo do Cambridge Analytica, o Facebook tem feito de tudo para limpar sua imagem e passar mais confiança.

“Com isso, aumenta-se a qualidade do conteúdo, porque há pessoas que não entendem o que são certos tipos de comentário ou o que é compartilhar notícia sem ler antes”, diz o especialista. “Não vai eliminar todo o problema, porém é um bom início”.

Veja Mais