Polícia apreende rede de pesca em área de proteção ambiental em Itanhaém

Cerca de 100 peixes foram encontrados na emboscada já em avançado estado de decomposição

13/06/2018 - 18:10 - Atualizado em 13/06/2018 - 18:10

Responsável por material não foi identificado
(Foto: Divulgação/ Polícia Ambiental Marítima)

Equipes do Policiamento Ambiental Marítimo da Polícia Militar apreenderam, na manhã desta quarta-feira (13), uma rede de pesca em área de proteção ambiental em Itanhaém. Na emboscada foram encontrados cerca de 100 peixes já em avançado estado de decomposição. O equipamento foi apreendido, mas o responsável pelo crime não foi localizado. 

De acordo com informações da Polícia Militar Ambiental, o petrecho havia sido colocado em uma área no entorno da Laje da Conceição, que fica dentro da Área de Proteção Ambiental Marinha Litoral Centro (APAMLC).

Diante da denúncia, equipes de patrulhamento se dirigiram ao local, onde foi constatada a existência da rede do tipo “boiada”. Equipamento tinha cerca de 200 metros de comprimento e foi imediatamente retirado do mar. Ainda conforme a polícia, outros 30 peixes foram encontrados com vida e devolvidos ao seu habitat, assim como 15 crustáceos, entre caranguejos-vermelhos e estrelas-do-mar.

As equipes realizaram buscas na região para tentar encontrar o responsável, mas sem sucesso. Quem tiver alguma informação sobre suspeitos, pode denunciar pelo telefone (13) 3348-4780.

Cerca de 15 crustáceos, como o caranguejo-vermelho, foram encontrados presos na rede (Foto: Divulgação/ PAM)

Veja Mais